Igreja Batista Getsemâni

Cacique do DEM critica Bolsonaro e diz que vacina virou "palanque eleitoral"

Para o parlamentar o momento é de “despolitização"

Jéssica Moreira
redacaomuvuca@gmail.com

 

O senador Jayme Campos (DEM), não mediu palavras para criticar a gestão do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) e a politização que ele faz em torno da vacinação da covid-19 no país. “Tanto é que está aí pífia a vacinação que está sendo feita no Brasil. Lamentavelmente é o cidadão brasileiro que paga a conta, precisa ter o mínimo de responsabilidade e, sobretudo, despolitizar a questão da pandemia. Virou, parece, um palanque eleitoral, cada um querendo puxar para o seu lado”, comentou. 

O senador também não poupou críticas quanto à forma pela qual a distribuição dos imunizantes tem sido feita no país. Para Jayme, o governo federal não se organizou e dificultou o relacionamento com outros países no que diz respeito à compra de vacinas.

“Travou-se uma guerra entre o governo Bolsonaro brigando com a China, que colocou dificuldade para importar para o Brasil. E aí não fez o contrato com a Pfizer, não fez o contrato com a Índia. Comprador está no mundo inteiro e você começa a colocar dificuldade é aí que não vem aqui para nós. Vem para nós o resto do resto”, defendeu.

Para o parlamentar, o momento é de “despolitização”, uma vez que a vacinação contra o coronavírus tem sido feita de forma “pífia” no país..

“Lamentavelmente, tem políticos que estão fora da casinha. O presidente Bolsonaro, somos apoiadores dele, mas nesse caso particularmente a gente tem que facilitar. É óbvio que sob o controle do Ministério da Saúde, das agências. Agora, tem que descentralizar, não deixar tudo na mão do governo federal”, afirmou Jayme.

 


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br