Igreja Batista Getsemâni

Com "alta" de covid, trabalhos presenciais na AL são suspensos por mais 13 dias

Decisão foi tomada nesta sexta-feira (5) pelo presidente da casa Max Russi (PSB)

Matheus Maurício
redacaomuvuca@gmail.com

 

Por conta do alto índice de contaminação ainda vigente da Covid-19, a Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT), que agora é comandada pelo deputado estadual Max Russi (PSB), decidiu prorrogar por mais 13 dias a medida de lockdown no prédio que foi colocada de início no dia 25 de fevereiro. Com isso, a casa de leis deverá ficar fechada pelo menos até o próximo dia 17, onde o retorno possível está marcado para o dia 18, isso depois de uma nova avaliação. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira (5).

De acordo com a resolução administrativa de nº 013/2021, várias situações foram levadas em conta para a definição da prorrogação desse “fecha tudo” na AL. Sendo que as determinações impostas pelo governo do Estado também foram avaliadas para a aplicação dessa medida.

Durante esse período estipulado, apenas poderão passar no prédio localizado na região do Centro Político Administrativo (CPA), pessoas que prestam serviços denominados como essenciais. Até mesmo essa situação ainda deverá ser feita com um número bem reduzido de pessoas para evitar um possível maior contágio de servidores.

As sessões plenárias também permanecerão suspensas nesse período, sendo que só será realizada alguma que seja classificada como caráter de extrema urgência. Como a que definiu essa semana multas para o mato-grossense que descumprir o toque de recolher. Outras, no entanto, deverão ser feitas todas de forma remota.

Apenas três parlamentares que precisem de alguma forma estar na AL poderão transitar no prédio durante esse período.

A Covid-19 já atingiu 17 deputados estaduais e outros diversos funcionários que trabalham na Casa de Leis.

 

 


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br