Colégio Notre Dame une-se à UFMT na confecção de máscaras e entregará mil até sexta-feira | MUVUCA POPULAR

Sábado, 06 de Junho de 2020

MATO GROSSO Quinta-feira, 02 de Abril de 2020, 09h:45 | - A | + A




União

Colégio Notre Dame une-se à UFMT na confecção de máscaras e entregará mil até sexta-feira

O material cortado é chapa de acrílico 4mm, podendo ser transparente ou opaca

MASCARA2.png

 Foto: Reprodução/OD

O Colégio Notre Dame de Lourdes de Cuiabá começou, na última quarta-feira (1) a cortar acrílico na cortadora laser da ‘Sala Maker’ da escola, para ajudar na confecção de protetores faciais a serem doados a profissionais da área da saúde que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus (COVID-19). O objetivo é contribuir para a produção de mil unidades até sexta-feira (3).

O projeto é uma parceria entre a UFMT, a Secretaria Estadual de Saúde (SES), Fundação Uniselva, Hospital Universitário Júlio Müller (HUJM/UFMT), Hospital Geral Universitário (HGU/UNIC) e o Conselho Regional de Medicina (CRM), que fará a distribuição dos protetores.

As máscaras são finalizadas no Departamento de Arquitetura da UFMT, sob a coordenação do professor Maurício OIiveira. No Colégio, o material cortado é chapa de acrílico 4mm, podendo ser transparente ou opaca.

Na última terça-feira (31), as professoras Marina Lara (de Ensino Religioso do Ensino Médio) e Lilian Moreal acompanharam o professor Maurício Oliveira em uma visita à Sala Maker pra avaliar as possibilidades de produção. “Fizemos um protótipo, um modelo de como o protetor ficaria, e vimos que será possível auxiliarmos nos cortes das chapas de acrílico. Calculamos que podemos fazer de 300 a 400 cortes por dia, enquanto a outra equipe já trabalha firme na UFMT”, informa Marina.

Em 2018, o Colégio Notre Dame de Lourdes enviou um grupo de professores para São Paulo, onde eles participaram de uma formação maker, em que aprenderam a manusear os equipamentos 3D.

O projeto desenvolvido pelo professor Maurício Oliveira (fab.Lab) foi inspiração para que a escola oferecesse a máquina para contribuir no recorte do acrílico para a confecção dos protetores.

“Enquanto preparava uma aula sobre o papel de Jeanne Emilie de Villeneuve, hoje Santa Emilie, na epidemia de cólera que atingiu Castres em 1854, comecei a me perguntar no que consistia o papel da escola enquanto comunidade educativa no meio desta pandemia de COVID-19”, relata Marina Lara.

Para a diretora do Colégio Notre Dame de Lourdes, Irmã Marluce Almeida, a instituição acolheu esta proposta como um presente. “Nós compreendemos que a nossa proposta filosófica é uma proposta humanitária e nos sentimos muito felizes em poder participar desta iniciativa e de alguma maneira estar junto dessa equipe de frente. É um gesto que simboliza dizer para os profissionais da saúde que estamos com eles, que eles recebam o nosso carinho, a nossa solidariedade e a nossa oração”.

O projeto recebe doação de material por meio do Edital Nº 06/2020 - Doação de recursos, materiais/produtos, bens e/ou serviços para ações extensão de enfrentamento ao Covid-19 da Universidade Federal de Mato Grosso.  Quem puder contribuir poderá entrar em contato pelos e-mails profmarinalara@gmail.com e oliveiramauricio@gmail.com.  

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Nota de Pesar
Fiscalização continua
Assintomático e isolado em casa
Ninguém quer assumir
Números não param de subir

Últimas Notícias
05.06.2020 - 23:50
05.06.2020 - 22:55
05.06.2020 - 21:46
05.06.2020 - 20:06
05.06.2020 - 19:43




Informe Publicitário