Mulher ativista pode ser primeira executada por Arábia Saudita, diz ONG  | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 20 de Outubro de 2020

MUNDO Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018, 20h:21 | - A | + A




ONG

Mulher ativista pode ser primeira executada por Arábia Saudita, diz ONG

A Procuradoria Geral da Arábia Saudita está pedindo a pena de morte para cinco ativistas de direitos humanos no leste do país, atualmente sendo processados em um tribunal secreto para assuntos de terrorismo, segundo a ONG Human Rights Watch. Entre os detidos está Israa al-Ghomgham, que ativistas sauditas afirmam ser a primeira mulher que corre o risco de ser condenada à pena de morte por suas atividades relacionadas a diretos humanos. Acusações contra ela incluem "incitação a protestos", "apoio moral a manifestantes", "gritar frases contra o regime", "tentar inflamar a opinião pública" e "filmar protestos, disponibilizando-os em redes sociais".

"Toda execução é chocante, mas pedir pena de morte para ativistas como Israa al-Ghomgham, que não são nem acusadas de conduta violenta, é monstruoso", afirmou Sarah Leah Whitson, diretora da Human Rights Watch no Oriente Médio, em um comunicado nesta quarta-feira.

Sobre o caso, ativistas parceiros dos detidos afirmaram que o processo ainda estava em julgamento, negando boatos de que os cinco já tivessem sido executados. Ainda de acordo com o Human Rights Watch, "o caso representa um perigoso precedente para outras ativistas mulheres atualmente atrás das grades no país".

A Arábia Saudita, uma monarquia absoluta em que protestos públicos e partidos políticos são proibidos, tem empreendido algumas reformas sociais e econômicas recentes sob o governo do príncipe Mohammed bin Salman. Essas mudanças, no entanto, têm sido acompanhadas por uma investida contra críticos do governo, com prisões de dezenas de líderes religiosos, intelectuais e ativistas detidos no ano passado — o que inclui mulheres que fizeram campanha pelo direito de dirigir no país.

 

 

Ghomgham é uma importante ativista xiita que documentou manifestações na Província Oriental do país, começando em 2011. Ela foi presa com seu marido em 2015. Grande parte da minoria xiita do país vive na região rica em petróleo e tem reclamado que suas cerimônias religiosas são constantemente proibidas pelas autoridades sunitas — o que o governo nega.

A Arábia Saudita já executou ativistas xiitas no passado. O país vê protestos xiitas como uma forma de fortalecimento do Irã, seu inimigo regional que é acusado por Riad de fomentar as manifestações. As autoridades realizaram operações de segurança contra supostos militantes xiitas na Província Oriental, que há anos vem sofrendo distúrbios e ataques armados ocasionais.

 






VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Improbidade administrativa
Deu na Revista Época
Com 87 anos
Não terminou
Candidatos tentam surfar na onda

Últimas Notícias
20.10.2020 - 19:00
20.10.2020 - 18:24
20.10.2020 - 18:17
20.10.2020 - 17:14
20.10.2020 - 16:18


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho

Itamar Carvalho

Sidney de Souza

Marquinhos Carioca

Renato Anselmo

Pablo Queiroz

Pastor Jeferson

Paulo do Carmo

Vinícius Pardi

Aroldo Telles

Marcus Brito Jr.

Elzio Xaulin

Ledevino Conceição

Elias Santos

Edmilson Carmo

Gato Louco

Nilda Tosca



Informe Publicitário