Cooperativa de reciclagem afirma ser perseguida pela Prefeitura de Cáceres | MUVUCA POPULAR

Domingo, 25 de Agosto de 2019

POLÍCIA Quinta-feira, 07 de Fevereiro de 2019, 12h:10 | - A | + A




RECICLÁVEIS INADEQUADOS

Cooperativa de reciclagem afirma ser perseguida pela Prefeitura de Cáceres

(redacaomuvuca@gmail.com)
Redação

WhatsApp Image 2019-02-07 at 08.10.04 (1).jpeg

 

A Cooperativa Mista do Desenvolvimento de Cáceres (Coomdec), questionou a decisão da promotora da pasta do Meio Ambiente, Dra Liane Amelia Chavesé, que despejou os associados da sua sede.

Conforme os cooperados, a medida acabou trazendo mais prejuízos ao meio ambiente, pois a Prefeitura descartou os materiais que estavam no local em ambiente inadequado. 

Segundo os trabalhadores, todos os materiais recicláveis que se encontravam na área coberta da sede da Coomdec, foram colocados inadequadamente, ao relento, recebendo chuva e sol.

“Ali sim está sendo cometido um verdadeiro crime ambiental, é triste ver todo o nosso trabalho jogado ao lixo”, conta Sabina Cardos, presidente da Coomdec.

Além do embargo, a promotora também determinou a lacração dos portões da empresa, a medida judicial determinou que todo o material encontrado no interior da cooperativa fosse encaminhado ao Centro de Triagem do município de Cáceres, administrado pela Autarquia Àguas do Pantanal.

WhatsApp Image 2019-02-07 at 08.10.04.jpeg

 

Dentre os materiais encaminhados para o Centro de Triagem do município, estão: tubos de imagem, televisores e monitores estragados, toner, pilhas e livros que eram destinados para a formação da biblioteca comunitária na sede da Coomdec.

De acordo com nota divulgada pela assessoria, a Coomdec tem 20 anos de serviços prestado ao município de Cáceres e ao meio ambiente, e não tem apoio e incentivo conforme determina a Lei Federal 12.305/2010 e municipal 2367/2013.

“Assumimos compromisso que no prazo de 90 dias pelo menos apresentariamos os protocolos da sema e bombeiros, isto foi feito dentro do prazo hábil, porém, mesmo assim, fomos retirados do local. Estamos sofrendo perseguições constantes por parte do prefeito de Cáceres Francys Marys Cruz”, diz a nota da assessoria.

Confira abaixo nota da Prefeitura de Cáceres sobre o ocorrido: 

Nota da Autarquia Águas do Pantanal  

A respeito do fechamento da Coomdec, a Prefeitura Municipal e a Autarquia Águas do Pantanal desmentem e refutam informações de que circulam em redes sociais de que a Autarquia Águas do Pantanal teria solicitado o fechamento da referida Cooperativa de reciclagem de lixo.   

Como comprova o teor do mandado judicial abaixo, a medida se deu em cumprimento a uma decisão do Poder Judiciário em Cáceres que determinou o ‘Embargo’ das atividades da Coomdec, a lacração de seus portões e o recolhimento do material encontrado.  

A mesma decisão intimou a Autarquia Águas do Pantanal a efetuar a retirada dos resíduos sólidos do local da Cooperativa em razão do risco que o material oferece para o meio ambiente.  

Assim sendo, a Autarquia Águas do Pantanal e a Prefeitura Municipal se eximem de qualquer responsabilidade pela cessação das atividades da Coomdec, tendo tão somente obedecido as determinações da Quinta Vara.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários