Barbudo diz que ato do 26 está mantido mesmo com desistência de Bolsonaro | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019

POLÍTICA Terça-feira, 21 de Maio de 2019, 22h:59 | - A | + A




"Vamos colocar milhões nas ruas"

Barbudo diz que ato do 26 está mantido mesmo com desistência de Bolsonaro

Deputado federal de MT está empenhado na mobilização mas não irá participar


De Brasília (Agência RBC News)

 

O deputado federal mato-grossense Nelson Barbudo (PSL) afirmou ao que a mobilização em apoio ao governo de Jair Bolsonaro continua mesmo depois da desistência do presidente de participar do ato e proibir a presença de seus ministros. “A mobilização continua forte e vai acontecer em todo o Brasil. Vamos colocar milhões nas ruas em apoio ao nosso presidente”, afirmou Barburo.

Presidente do PSL em Mato Grosso, Nelson Barbudo disse que a mobilização no estado será forte, especialmente nas principais cidades do Estado. “Mas eu não estarei presente. Ficarei aqui em Brasília esta semana”, informou. Indagado a razão de não estar em Cuiabá, se limitou a dizer que é sua rotina ficar na capital federal semana sim outra não. “Até para economizar recursos com passagens aéreas”, acrescentou.

Jair Bolsonaro desistiu de participar do ato na avenida Paulista, em São Paulo, como estava previsto, e provavelmente ficará no Palácio da Alvorada acompanhando as manifestações virtualmente, pois também não irá para o Rio de Janeiro, onde mora.

Além disso, sua permanência na capital federal lhe permitirá ampliar as conversações para aparar arestas com os parlamentares no tema da reforma da previdência.

A não presença de Barbudo nos atos programados para Mato Grosso está sendo considerada como uma forma, ainda que involuntária, de esvaziamento das manifestações, já que ele é o presidente do PSL no Estado.

Em verdade, até mesmo o presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), se esquivou. Embora considere importantes as manifestações de apoio a Bolsonaro, ele disse que não há razões para se manifestar. A mesma opinião tem a líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), que vai mais além e discorda da participação dos parlamentares da sigla.

Estas posições demonstram uma divisão no partido do presidente. O líder do PSL no Senado, senador Major Olimpio (SP), é um dos entusiastas da manifestação, muito embora corriam boatos no Congresso Nacional de que ele também ficaria em Brasília no próximo domingo. Mas, até o início da noite desta terça-feira (21), ele assegurava que estará na Avenida Paulista, dia 26. “Mas como cidadão”, ressalvou.

Barbudo garante que a mobilização em Mato Grosso será “muito grande” e que a orientação de Bivar não se aplica aos atos. “Ele, como presidente do partido, tem poder de orientar votações. O que cada deputado vai fazer ou não ele não manda”, afirmou.

Os mais entusiasmados com as manifestações continuam sendo os filhos de Jair Bolsonaro. Os pesselistas Flávio, senador pelo Rio de Janeiro, Eduardo, deputado federal por São Paulo, e Carlos, vereador carioca, que continuam nas mobilizações, apesar da desistência do pai.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(13) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

alexandre - 22-05-2019 13:47:36

pela reforma da previdência, por apoio a aprovação do projeto do Moro do pacote anti crime, apoio a operação lava jato e COAF voltar ao ministério da justiça e combate a corrupção...

Responder

1
5


alexandre - 22-05-2019 13:40:36

Se o congresso fizesse sua parte, porque as reformas ainda não saíram ? cobrar dos politicos é exercicio da democracia ....só a esquerda pode ir as ruas ?

Responder

1
4


Aldo - 22-05-2019 12:51:09

Alguém sabe dizer qual a finalidade desse ato. Até agora não dá para entender o que motivou essa atitude de sair às ruas contra o congresso, que está fazendo a sua parte. Isso mais parece um ato contra a democracia e as instituições brasileiras.

Responder

5
2


alexandre - 22-05-2019 09:54:02

Se o congresso TRABALHAR, parar de enrolar e cozinhar o galo, o povo não precisaria ir as ruas....a luta pelo poder está atrasando o pais, o povo precisando de emprego e o congresso de picuinhas por cargos.

Responder

2
9


Carlo Nunex - 22-05-2019 10:27:01

Eu penso que meu líder vai me amar se eu abrir mão de pensar, ficar sem identidade e individualidade, e vazio repetir tudo que ele fala.

Responder

11
0


Rindo dos gados - 22-05-2019 09:33:11

gado demais esse barbudo em

Responder

13
1


Rau Bolsonaro - 22-05-2019 09:32:29

Dia 26/5 nas ruas pelo Brasil???????? #SomosTodos 100% Moro 100% Paulo Guedes 100% Bolsonaro 100%LavaJato #BOLSONARO2022 #Dia26euvou

Responder

1
12


Carlo Nunex - 22-05-2019 09:42:30

Eu penso que meu líder vai me amar se eu abrir mão de pensar, ficar sem identidade e individualidade, e vazio repetir tudo que ele fala.

Responder

9
0


Elson - 22-05-2019 09:18:18

Galera do dia 26, não esqueçam de raspar os cascos das patas, pentear a crina para sair bem na foto barbudo vai??

Responder

12
1


Guilherme socorro - 22-05-2019 08:46:40

Que vergonha, o mito já abandonou seus leitores kkkkkkkkkkkkkkkkkkk se fosse o Lula ele não abandonava

Responder

8
2


Nadir - 22-05-2019 07:59:35

Bolsonaro é uma espécie de MADURO da Venezuela. Junto com seus seguidores, o Bolsonaro ataca a democracia e as instituições como faz MADURO na Venezuela.

Responder

14
2


Antonio - 22-05-2019 07:30:14

O governo Bolsonaro não é diferente de nenhum governo anterior. Não tem capacidade de governar e usa o toma-lá dá cá. Também povoado de histórias de corrupção, como por exemplo, seus diversos ministros envolvidos em falcatruas: General Heleno (Segurança Institucional – fraude licitações), Onyx Lorenzoni (Casa Civil – delatado JBS), Paulo Guedes (Economia – fraudes operação greenfield), Luiz Henrique Mandetta (Saúde – fraude licitação, caixa 2 e candidaturas laranjas), Tereza Cristina (Agricultura – delatada JBS), Ricardo Salles (Meio Ambiente – condenado), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos – irregularidades ONG Atini e sequestro da menor índia Lulu), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia – empresa de fachada), Marcelo Álvaro Antonio (Turismo – fraudes INSS, Banco do Brasil e Laranjas), Gustavo Bebianno (Secretário Geral do Planalto - com várias candidaturas laranjas de caixa 2 e desvio de dinheiro público). Além dos DEZ ministros comprovadamente envolvidos em irregularidades e ainda tem: o movimento inexplicado de R$ 1,2 milhão pelo Fabrício Queiroz (ex-assessor do gabinete) que realizou de dezenas de depósitos em dinheiro na conta de Flávio Bolsonaro que até pagou um título de R$1 milhão de reais e ainda comprou R$4,2 milhões em imóveis para lavar propina; além disso o Flávio Bolsonaro mantém a Evelyn Queiroz como funcionária fantasma no seu gabinete na ALERJ e está envolvido 42 candidaturas laranjas por meio da empresa da sua assessora pessoal Alexandra Pereira. Ainda tem os cheques de Flávio Bolsonaro assinados pela senhor Valdenice Oliveira (mãe de miliciano fugido da justiça) que cuidou do financeiro da campanha Flávio Bolsonaro e cujo filho está envolvido com as investigações da morte da vereadora carioca Marielle. Não se esqueça que também tem o Luciano Bivar da direção do PSL envolvido com diversas candidaturas laranja para caixa 2 e desvio de recursos públicos. Não se esqueça do lider do governo no Senado, o senador Fernando Bezerra, envolvido em diversos inquéritos e processos criminais por uso irregularidades na aplicação de dinheiro público. O presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre é o protegido do governo Bolsonaro que ocultou e sonegou imóveis da justiça eleitoral, para simular que é pobre. Ainda mais, a primeira dama, Michelle Bolsonaro recebeu um depósito inexplicável de R$24 mil, de um empréstimo que não se consegue comprovar nada. A primeira dama, Michele Bolsonaro, é omissa na defesa da mulher e da criança, sendo conivente com a explosão de violência contra mulher que os Bolsonaros fizeram explodir no Brasil ao confrontar direitos femininos. O FALSO NACIONALISMO do Bolsonaro internacionalizou os recursos naturais brasileiros, especialmente amazônia, petróleo e minério, fez isso quando (1) entregou ao governo estadunidense a base aeroespacial de alcantara, (2) autorizou um fundo de pesquisa estadunidense sobre biodiversidade na amazônia, (3) autorizou a livre entrada e saída de pessoas ligadas a tais assuntos (ou seja, vão entrar e sair do país sem visto e sem controle da biodiversidade, fauna, flora e recursos minerais recolhidos no Brasil). É preciso abrir abir inquérito policial federal e apurar os crimes praticados por meio de ocupantes de cargos no governo federal que se comportam como MILICIANOS CIBERNÉTICOS NAS REDES SOCIAIS utilizando MENTIRAS, CALUNIAS E DIFAMAÇÃO contra a ordem social e política. Esses crimes são punidos pelas leis: Lei nº 1802/1953, 12735/2012, 12737/2012 e 12965/2015, bem como artigos 286 a 288 do CÓDIGO PENAL. INCLUSIVE INQUÉRITO POLICIAL CONTRA AS FAKENEWS DO PRÓPRIO MANDATÁRIO MAIOR DESSE PAÍS. AFINAL VAMOS OU NÃO VAMOS CUMPRIR A LEI? QUEM ERROU TEM DE PAGAR OU NÃO? Não vamos esquecer do arsenal de 117 fuzis e munições foi encontrado no condomínio de Bolsonaro, supostamente destinados ao abastecimento de milicias no RJ. Temos ainda o aumento do desemprego no país, que atingiu o record de 12,4%. Queda na exportações de carne por causa da política externa incorreta. Desgoverno total, sem projetos e sem noção de políticas públicas. Previsão de PIB BR abaixo de 1% para 2019. Inflação em alta. Dolar a R$4,00. Prejuízo de R$32 bilhões em desvalorização das ações da Petrobrás por causo do telefonaço do Presidente Bolsonaro para segurar o preço do diesel (lembre-se que a lava jato apura um R$6,5 bi de desvios na Petrobrás). Prejuízo de R$21 bilhões em desvalorização das ações do Banco do Brasil por causa do telefonaço do Presidente Bolsonaro para suspender publicidade e interferir em política de juros. Operação Policial da PF para apurar desvio do Fundo Partidário do PSL por meio de laranjas. Déficit de R$21 bilhões nas contas públicas de março de 2019 (Lembrando que Dilma apurou no mesmo mês de 2015 superavit de R$1,2 bilhão e Temer apurou R$5,0 bilhões de déficit em 2018. Aumento de 34% na violência contra a mulher. Aumento em 300% nos tiroteios no Rio de Janeiro por confronto. Morte de 3 inocentes fuzilados pelo Exército no RJ. Desaparecimento do Queiroz. Balança comercial em queda. Brasil de Joelho para os EUA. CARLOS BOLSONARO mantém funcionárias fantasmas, normalmente de idade muita avançada.

Responder

12
1


jonas - 22-05-2019 06:33:26

o povo vai conhecer o ato. apartir dai o barbudo vai ver que a onda dele passou ai é só curtir os 3 anos e 1/2 que falta.

Responder

11
1


13 comentários