Cadeia de Alta Floresta sofre surto de coronavírus entre presos | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 13 de Julho de 2020

POLÍTICA Sábado, 06 de Junho de 2020, 08h:00 | - A | + A




Contágio e Superlotação

Cadeia de Alta Floresta sofre surto de coronavírus entre presos

Até o momento, 66 detentos foram diagnosticados com o vírus


redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (05), que foram confirmados 66 casos de coronavírus em detentos na cadeia de Alta Floresta (790 km de Cuiabá). A unidade possui 175 presos, onde todos já foram testados pela equipe de Saúde, juntamente com agentes penintenciários do local. 

Conforme relatório da Sesp, os testes foram aplicados nesta semana após um entre 54 reagentes sentir os sintomas da Covid-19. Seguindo o protocolo do Ministério de Saúde, foi realizada a contraprova e os presos que testaram positivo serão isolados dos demais. 

"Os casos serão acompanhados pela equipe de saúde da Cadeia Pública de Alta Floresta e do monitoramento da Covid-19 de Alta Floresta. Em relação aos policiais penais de Alta Floresta 4 testaram positivo e destes, 3 estão recuperados, 1 em isolamento domiciliar", relatou.

Isolamento do Grupo de Risco

No dia 13 de maio, a Defensoria Pública havia solicitado a soltura dos presos provisórios e definitivos que fazem parte do grupo de risco do novo coronavírus, com o intuito de evitar a propagação do vírus na unidade, que enfrenta problemas de superlotação. No entanto, no último dia 29, o desembargador presidente do Tribunal de Justiça, Carlos Alberto Alves da Rocha, determinou que somente os presos que testarem positivo devem ser liberados para regime domiciliar, mediante uso de tornozeleira eletrônica.

Desta forma, até a última terça-feira (2), oito presos receberam alvará de soltura e estão em isolamento domiciliar, porém um continua preso na unidade cumprindo quarentena e evoluindo para recuperação.

O presidente do TJ também determinou que uma nova requisição de testes rápidos fosse feita no máximo número possível de detentos, priorizando os pertencentes ao grupo de risco e, em seguida, aqueles presos por crimes que não envolvem violência ou grave ameaça a pessoa.

Em resposta, a Defensoria cita que três servidores da cadeia foram testados positivos para a Covid-19 de um total de 23 policiais penais. "São 187 homens em celas precárias e sem ventilação, em ambiente claustrofóbico, que estiveram expostos em uma cadeia com ordem de interdição vigente e sem equipe médica disponível diretamente, por pelo menos 10 dias, a dois outros homens com a doença", destaca.

Vítimas de coronavírus

De acordo com a Sesp, dois detentos da cadeia de Alta Floresta já foram vítimas da Covid-19. O primeiro óbito ocorreu no último dia 27, um idoso de 76 anos, que cumpria pena na unidade e não resistiu à doença. Posteriormente, um preso de 79 anos também faleceu por coronavírus, Otávio Lindolfo da Silva foi internado no Hospital Regional do município no último dia 25 e morreu no dia 28.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

POLICIAL PENAL MT - 06-06-2020 08:30:24

GOVERNO MAURO MENDES TEM FECHAR TODAS AS CADEIAS ABAIXO; *JUARA *NOBRES *ROSARIO *NOVA MUTUM *SJRC *ARENÁPOLIS *NORTELANDIA *VILA RICA *COLNIZA TM TERIA APENAS CDP E PENITENCIÁRIAS

Responder

1
3


Loco abreu - 07-06-2020 00:38:45

Fecha tudo e colocar os detentos em tua casa Seu imbecil

Responder

1
0


2 comentários

coluna popular
Parlamentar fiscalizador
Conseguiu apenas 3% das assinaturas
Alta de 300%
“Vida nova, nova esperança”
Eleições municipais

Últimas Notícias
13.07.2020 - 10:02
13.07.2020 - 09:14
13.07.2020 - 09:01
13.07.2020 - 08:32
13.07.2020 - 08:23




Informe Publicitário