Cuiabá já adotou 8 decretos no combate ao coronavírus | MUVUCA POPULAR

Sábado, 30 de Maio de 2020

POLÍTICA Quarta-feira, 01 de Abril de 2020, 16h:31 | - A | + A




Covid-19

Cuiabá já adotou 8 decretos no combate ao coronavírus

Aulas e transporte coletivo foram suspensos para evitar contagio


redacaomuvuca@gmail.com

Emanuel Pinheiro (1).jpg

Foto: Luiz Alves/Reprodução. 

A prefeitura de Cuiabá já adotou diversas medidas nas áreas da educação, transporte coletivo e comercial para prevenir o contágio do coronavírus (Covid-19). Até o momento, 8 decretos foram assinados pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), colocando em prática medidas para reduzir a circulação da população cuiabana das ruas e implementar o isolamento social.

Na educação, por exemplo, o decreto nº 7.846 suspende as aulas nas unidades educacionais e determina a distribuição de kits de alimentação para os alunos cadastrados no programa Bolsa Família. Assegurando o direito à aprendizagem, os estudantes do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos estão desenvolvendo as atividades na modalidade EAD.

Para o transporte coletivo municipal, o decreto nº 7.850 mantém 1/3 da frota de ônibus circulando, de 23 de março até 5 de abril, conforme estabelecido por decisão judicial. Os veículos recebem higienização no ponto final de cada linha e esterilização diária. Além disso, o número máximo de passageiros, por viagem, foi limitado para 50% da capacidade total.

“A Prefeitura está trabalhando de forma planejada para que o bem da saúde pública seja preservado. Colocamos em prática ações que, em conjunto, têm sido fundamentais para conter o avanço do Covid-19 em Cuiabá. Estamos enfrentando um momento difícil, mas temos a certeza que com a colaboração de todos vamos superar”, comenta o prefeito Emanuel Pinheiro.

Em relação ao comércio, os decretos nº 7.849 e 7.850 instituem que apenas os estabelecimentos com atividades essenciais ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade. Já os documentos de nº 7.851 e 7.853 tratam especificamente da regulamentação de supermercados, mercearias, padarias açougues e similares, como horários pré-estabelecidos e medidas preventivas a serem seguidas.

Para a área do saneamento básico o prefeito assinou os decretos nº 7.847 e 7.854. O primeiro proibi a concessionária Águas Cuiabá de realizar o corte no fornecimento de água para consumidores inadimplentes, pelo prazo de 60 dias. Já o segundo, estabelece a suspensão, pelo prazo de 90 dias, do reajuste anual de 6,037% na tarifa de água e esgoto na Capital.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(7) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes - 01-04-2020 21:55:59

Como diz o ditado a turma caiu do cavalo...armaram a arapuca pro BOLSONARO e ele escapou dela. Primeiro tavam torcendo pro coronavírus tomar conta do país...mas BOLSONARO reuniu os Laboratórios das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) e vai produzir 1 MILHÃO de comprimidos por mês do cloroquina - substância que salva as pessoas da infecção pulmonar. Começaram a apavorar o povo, com medo da morte...mas, com esse remédio, vai começar a curar muitas pessoas. Depois, começaram a fazer campanha pra parar o Brasil...BOLSONARO quer que a produção nacional volte rapidamente, com geração de novos empregos e manutenção dos atuais. A arapuca armada era> acusa-lo pelo coronavírus e por ter parado o país. Quem escapou da facada morteira do Adélio, ia escapar das arapucas, uai.

Responder

3
2


Mariazinha - 01-04-2020 21:17:44

*** O BOZO JÁ SABE QUE VAI RESPONDER NOS TRIBUNAIS . POR ISSO CHORO . TAMBÉM IRÃO OS VAGABUNDOS VIRTUAIS ***

Responder

0
0


Carlos Nunes - 01-04-2020 19:43:52

Todos os comerciantes, ambulantes, autônomos, aqueles que vivem de bico, etc. devem pedir uma INDENIZAÇÃO à Prefeitura de Cuiabá, pelas Perdas & Danos, pelos dias parados. Quem parou, e causou prejuízo, tem que arcar com esses Prejuízos. Não são os empresários, os autônomos, aqueles que se viram pra sobreviver, que vão arcar com isso. Chega de ser tapeado, ou não? Ou querem continuar sendo tapeados...eternamente. Vamos que se os cuiabanos, pelo menos uma vez na vida...abram os olhos e fiquem mais espertos. ACORDA CUIABÁ...nos 301 anos. Como diz o ditado> antes tarde do que nunca.

Responder

4
0


alex r - 01-04-2020 20:37:02

MDs o gente estúpida!! Filhão o governo federal já vai dar ajuda e ainda será complementado pelo Estado de MT , leia as noticias animal! Alguém coloca esse idiota num pasto pra ele ser feliz!!

Responder

1
3


Sergio Rubens - 01-04-2020 18:32:22

DA PRORROGAÇÃO DA DATA DE PAGAMENTO DO IPTU NÃO TEM NENHUM DECRETO, NÉ? FICA RECLAMANDO DO GOVERNADOR, QUE PELO MENOS PRORROGOU A DATA DO IPVA, E, SÓ NA RETÓRICA E NA DEMAGOGIA. EH EMANUEL....ASSIM VC NÃO VAi PARA O CÉU.

Responder

1
0


Carlos Nunes - 01-04-2020 17:24:02

Tio Manuel, a primeira coisa que fez, foi suspender o passe Gratuito do pessoal da melhor idade, daqueles com necessidade especiais. Pessoas pobres, que, moravam longe (a maioria mora) e precisavam ir numa Farmácia, num Posto de Saúde, num Supermercado, numa Agência Bancária, numa Casa Lotérica, etc., com passe gratuito não foi. Isso se chama cortar o problema em cima dos mais fracos...passar uma rasteira neles. Começo a achar que essa estória do Coronavírus vai terminar assim> no final vão ter que jogar a culpa em alguém, vai ter que aparecer um bode expiatório. Provavelmente esse bode expiatório serão as pessoas com mais de 60 anos - os velhinhos e velhinhas do Brasil, uai. Vocês são culpados do Coronavírus! Eu nunca acreditarei nisso...mas tem gente que vai acreditar. É melhor culpar os nossos velhinhos e velhinhas - nossos pais, avós, bisavós.

Responder

4
2


Carlos Nunes - 01-04-2020 17:05:03

Agora é só fazer uma pesquisa entre os Comerciantes, os Ambulantes, os trabalhadores autônomos, aqueles que vivem de bico, os desempregados...pra ver o que eles pensam do Prefeito. Devem amar, ou não? Hoje encontrei um cidadão apavorado que dizia: vivo dum aluguel de um imóvel que possuo...alugo por 2 mil reais...o locatário já me disse que neste final do mês, não vou ver a cor do dinheiro...ele não tem como me pagar, porque os negócios que ele tinha que fazer este mês, já foram pro espaço. Ele não sabe quando o negócio volta a dar dinheiro...quando aparece o consumidor. Multiplica a situação desse cidadão por centenas, milhares de casos...tão FERRADOS, ou não tão? Tão SUPER-FERRADOS...

Responder

4
1


7 comentários

coluna popular
Ação com o prefeito de Cuiabá
Luto na comunicação
Volta às atividades
Tri
Violência doméstica

Últimas Notícias
29.05.2020 - 22:56
29.05.2020 - 21:59
29.05.2020 - 21:29
29.05.2020 - 21:25
29.05.2020 - 21:21




Informe Publicitário