Cuiabá pode ter 18 mil mortes por Covid-19, alerta especialista | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 05 de Junho de 2020

POLÍTICA Segunda-feira, 30 de Março de 2020, 14h:07 | - A | + A




Sem Quarentena

Cuiabá pode ter 18 mil mortes por Covid-19, alerta especialista

Número faz parte da estimativa da prefeitura


redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução


 

Um estudo preliminar, realizado pela Prefeitura de Cuiabá, aponta que caso ocorra um colapso na saúde, cerca de 18 mil pessoas podem morrer em decorrência do Covid-19. A informação foi repassada pela Gerente de Vigilância em Doenças e Agravos Transmissíveis da Secretária de Saúde de Cuiabá, Flávia Guimarães, durante entrevista ao vivo no Programa do Muvuca, na rádio Shekinah FM, na manhã desta segunda-feira (30). 

"A projeção foi feita com o pior cenário possível. Cuiabá tem 612 mil habitantes, se ocorrer um colapso e todo mundo for infectado pelo vírus ao mesmo tempo, podemos ter 18 mil mortes". 

Para diminuir essa projeção, Flávia avalia que o distanciamento social e a correta higiene pessoal são os principais aliados. "Quanto menos exposta a pessoa estiver, menos chance de adquirir o vírus e transmitir para outras pessoas. Saia apenas para o necessário de casa". 

"A medida que as ações de isolamento social ocorrem, esse número vai reduzindo, podendo chegar a 1% da população de Cuiabá com Covid-19, tendo em média 20 óbitos. São números que vão modificar muito de acordo com a contaminação". 

Na semana passada, o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta advertiu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que defende a reabertura do comércio e, consequentemente, o maior número de pessoas nas ruas. "Estamos preparados para o pior cenário, com caminhões do Exército transportando corpos pelas ruas? Com transmissão ao vivo pela internet?", destacou.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, até a tarde de sexta-feira (27), Cuiabá tinha oito casos confirmados de Covid-19. O número será atualizado no fim desta segunda. O comércio permanece fechado e apenas serviços essenciais funcionam.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(7) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Jedae - 31-03-2020 10:47:10

A verdade, que o Brasil não tem controle das mortes, impressionante como ninguém mais morre sendo assassinado, atropelado, câncer, baitolecidio, feminicidio etc, brigas entre travas e cafetões, agora é tudo culpa do vírus, palhaçada, tudo política, vergonha um governador fazer isso, enganar todo o povo para atingir um desafeto, mal caráter. O Brasil não pode parar, precisamos ir as ruas, pedir a renúncia de Doria, witzel, fora comunas em geral e cia!!!!!!!!!

Responder

3
0


wagner - 30-03-2020 18:54:59

JAIR E SEUS ROBÔS !!! ****** Bolsonaro é um cafajeste. Não há outro adjetivo que se lhe ajuste melhor. Cafajestes são também seus filhos, decrépitos e ignorantes. Cafajeste é também a maioria que o rodeia. Porém, não é só. E algo que se constata é pior. Fossem esses os únicos cafajestes, o problema seria menor. Bolsonaro, e não era segredo pra ninguém, reflete à perfeição aquele lado mequetrefe da sociedade. Sua eleição tirou do armário as criaturas mais escrotas, habitués do esgoto, que comumente rastejam às ocultas, longe dos olhos das gentes. Bolsonaro não é o criador, é tão apenas a criatura dessa escrotidão, que hoje representa não pela força, não pelo golpe, mas, pasmem, pelo voto direto. Não é, portanto, um sátrapa, no sentido primeiro do termo Muitos se arrependeram, é verdade. No entanto, é mais verdadeiro que a grande maioria desse eleitorado ainda vibra a cada frase estúpida, cretina e vagabunda do imbecil-mor. Bolsonaro não é “avis rara” da canalhice. Como ele, há toneladas Brasil afora. A claque bolsonarista, à semelhança dos “dezembristas” de Luís Bonaparte, é aquela trupe de “lazzaroni”, muitos socialmente desajustados, aquela “coterie” que aplaude os vitupérios, as estultices do seu “mito”. Gente da elite, da classe média, do lumpemproletariado. Autodenominam-se “politicamente incorretos”. Nada. É só engenharia gramatical para “gourmetizar” o cretino. Jair Messias é um “macho” de meia tigela. É frágil, quebradiço, fugidio. Nada tem em si de masculino. É um afetado inseguro de si próprio. E, como ele, há também outras toneladas por aí. O bolsonarismo reuniu diante de si um apanhado de fracassados, de marginais, de seres vazios de espírito, uma patuléia cuja existência carecia até então de algum significado útil. Uma gentalha ressentida, apodrecida, sem voz, que encontrou, agora, seu representante perfeito. O bolsonarismo ousou voar alto, mas o tombo poderá ser infinitamente mais doloroso, cedo ou tarde. Nem todo bolsonarista é canalha, mas todo canalha é bolsonarista. Jair Messias Bolsonaro é a parte podre de um país adoecido.*****

Responder

3
5


Carlos Nunes - 30-03-2020 17:53:00

Agora complicou...tio Datena acabou de mostrar que algumas Prefeituras do Brasil tão simplesmente entrando em fábricas, e Hospitais particulares, e confiscando Equipamentos. Em Cotia/SP a Prefeitura confiscou aparelhos de uma fábrica...em São Roque/SP, entrou num Hospital Particular e confiscou respiradores, e demais aparelhos de UTI's e outros. É isso que dá de não investirem na Saúde, enquanto era tempo...e agora terem que afanar coisas dos outros. Tiveram décadas pra investir na Saúde, mas não investiram...Saúde não era prioridade, ou era? Já pensou se essa moda pega aqui em Cuiabá...aí, é só entrar num Hospital Particular e confiscar tudo...uai. Êta Saúde SALVE-SE SE PUDER...

Responder

4
2


Carlos Nunes - 30-03-2020 15:49:20

Pois é, essa turma vai parar Cuiabá por tempo indeterminado, com essas previsões alarmistas. Tem que parar de colocar na mente e coração das pessoas o Medo, o Terror, o Pavor. E tem que divulgar as estatísticas corretas, de quantas pessoas são suspeitas de terem o coronavírus, quantas são as infectadas, quantas estão sendo CURADAS, e os mortos. Muita gente vai ser curada na certa. Vai depender do tratamento que as pessoas receberem, se for tardio e inadequado. Tratamento tardio, inadequado, mata com qualquer doença...na Gripe H1N1, na dengue hemorrágica, etc. Hoje tio Andersen, em seu programa no canal 12, mostrou o caso de uma menina de 5 anos, que morreu lá em VG, por atendimento inadequado. O pai a levou 3 vezes num Posto de Saúde, e 3 vezes, mandaram ele retornar pra casa. Disseram que era uma simples virose. A menina morreu. Agora descobriram que era uma simples Otite, que complicou, e causou uma infecção. Nem uma simples Otite, inflamação do ouvido, eles tem capacidade de identificar...imagine coronavírus, que desconhecem, pois é uma doença nova. Não devemos ter medo de coronavírus também...devemos ficar prevenidos contra a Saúde SALVE-SE SE PUDER. Na certa essa menina de 5 anos que morreu...a causa da morte foi que era pobre. Se fosse rica, tava internada num Hospital Particular, e tratavam da Otite.

Responder

12
4


alex r - 31-03-2020 08:14:58

Deixe u te explicar legislação: Quando o público entrar em colapso o particular terá que receber os doentes em suas UTIs , dai não terá mais vagas pra um derrame, um infarto, um parto de risco nada... pq o sistema vai estar em colapso !!! Vc entende que uma vida não é mais que a outra? Então continua com discurso de retardado e ajude a colocar em colapso o sistema de saúde!

Responder

0
0


Mariazinha - 30-03-2020 14:39:45

Circula na Rede um formulário para aqueles que acham alarmismo . Eles abrem mão das VAGAS DE UTI para ele e a familia . Quem se habilita?

Responder

6
9


Carlos - 30-03-2020 14:11:07

Acho que demonstrar dados é importante, mas seria mais importante eles mostrar como eles chegam nesses resultados. Qual a aritmética usada, se Y x X = 18.000, e assim por diante.

Responder

7
2


7 comentários

coluna popular
Presidente do PV é cotado à prefeitura de Cuiabá
Cinco pessoas próximas testaram positivo
Vírus se alastra no Governo Estadual
Possível contaminação em massa no Executivo
Reação pronta

Últimas Notícias
04.06.2020 - 22:54
04.06.2020 - 21:19
04.06.2020 - 20:01
04.06.2020 - 19:00
04.06.2020 - 17:53




Informe Publicitário