Deputado diz que não existe ‘BolsoMauro’ e que MT cumpriu a lei | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 10 de Julho de 2020

POLÍTICA Segunda-feira, 13 de Janeiro de 2020, 10h:22 | - A | + A




Troca de Farpas

Deputado diz que não existe ‘BolsoMauro’ e que MT cumpriu a lei

Dilmar Dal"Bosco (DEM), líder do governo na Assembleia Legislativa, rebateu deputado Valdir Barranco (PT)


redacaomuvuca@gmail.com

1578925129238605.JPG

 

O deputado estadual Dilmar Dal’Bosco (DEM), líder do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), rebateu as declarações do colega de parlamento e presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) no estado, Valdir Barranco, de que a Reforma da Previdência é uma ação do governo BolsoMauro. Segundo Dilmar, Mato Grosso apenas cumpriu a lei.

Aprovada na última quarta-feira (8) por 14 votos a 9, o deputado do governo de Mauro Mendes (DEM) defendeu o aumento da alíquota previdenciária dos servidores de 11% para 14%, e afirmou que caso a medida não fosse acatada na ALMT, o governo sofreria sanções.

“Se nós não aprovássemos a alíquota mínima de 14%, estaríamos impedidos de financiamento, repasses de recursos do Governo Federal e ficava inadimplente. Então eu acho que nós não estamos replicando e sim cumprindo uma determinação de uma lei que o Governo Nacional aprovou”, afirmou.

Para o parlamentar, o governador apenas se adequou às leis aprovadas no Congresso Nacional em 2017, quando o presidente em exercício era Michel Temer (MDB). A aprovação da Reforma foi uma das principais pautas do ex-presidente.

“O Estado é obrigado a aplicar leis que foram aprovadas no Congresso, como a lei da restituição do sentido fiscal, que foi aprovada em 2017, quando o presidente ainda era o Michel Temer, que obrigou todos os estados brasileiros que até junho de 2019, teriam que aprovar em suas assembleias legislativas, e nós assim fizemos. Cumprimos uma ordem, uma determinação federal”, justificou Dal Bosco.

As afirmações foram feitas em resposta à Valdir, que afirmou ainda que a reforma é um ato de vandalismo político. De acordo com o parlamentar, a parceria de Bolsonaro e Mendes, que chamou de ‘BolsoMauro’, é um ataque aos direitos dos trabalhadores.

“Este ato de vandalismo político caracteriza um desmonte orquestrado nacionalmente através do governo Bolsonaro e repetido com mais crueldade no governo Mauro Mendes, firmando a parceria BolsoMauro, para ataque aos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras”, diz a nota publicada por Barranco, sobre a proposta de Mendes.

O parlamentar, juntamente com os deputados Paulo Araújo (PP), Lúdio Cabral (PT), Claudinei Lopes (PSL), Elizeu Nascimento (DC), Thiago Silva (MDB), João Batista (Pros), Max Russi (PSB) e Doutor João (MDB) formam a bancada de oposição ao projeto.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(7) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Jorge Jesus do flamengo - 13-01-2020 18:37:55

Senhor deputado Dilmar: saiba que daqui alguns dias a data base referente aos salários dos servidores vai chegar. Aí quero ver a reação de vcs quanto ao nosso direito. A alíquota previdenciária segundo o Senhor tinha acontecer, blz aprovaram , agora não me venha com sacanagem e nos tirar o nosso direito de ter nosso aumento salarial, é direito de todos nós servidores.

Responder

0
0


maria QUÁ QUÁ QUÁ - 13-01-2020 17:50:56

kkkkkkkk...lá se vai um ano ....de desgosto ....até agora nada ....kkkkkkagora vai ,dizem num dia no outro o dólar dispara .....4,14 ...e nada ....kkkkkkk....só este m~es 3,9 Bilhões de dólares vazaram da Bôlsa de Valores ,kkkkk...só neste governo já sairam 52 Bilões de dólares que o Lula deixou....kkkkkkk....e nada ...agora vai...como um fusquinha com giclê entupido....e nada...kkkk....os gringos estão fugindo do Brasil ,devido a INCOMPETENCIA do Bozó e Guedes .....kkkkkk....dizem que não entendem de nada ...e os dólares óóóóóó.....kkkkkkkkkkodeio esta gentalha que arrota caviar quando rói OSSO...kkkkkkk....foi a Reforma Trabalhista ,reforma do INSS .....kkkkkk....e nada ....calma ...calma ...com o Neoliberalismo ,vamos virar um Chile ..logo, logo....kkkkkk isso eu garanto...

Responder

3
0


Silva - 13-01-2020 17:35:23

Época do tio Lula para quem sofre da memória, o preço ficou praticamente congelado. Combustível, alimentação etc...com o dolar baixo o povo de classe alta, media alta, media baixa e baixa(pobreza), essa que vive no esquecimento e que causa vertigem para certos defensores do Bolsonaro e mauro ganharam, todos ganharam. RGA pago todos os anos, servidores sendo elevado de cinco em cinco anos. Mato Grosso longe de Crise. Governador mentiu, hoje mostra que so queria sentir o gostinho do poder. O odio contra o servidor existe e ele ja mostrou.

Responder

2
0


Carlos Nunes - 13-01-2020 15:55:53

Pois é, vai entender essa turma...tio Lula, lá atrás ferrou os Aposentados de todo Brasil taxando nos 11%. Veio com a mesma ladainha...se não taxar em 11% não tem como pagar a Previdência...o brasileiro tá vivendo mais, se taxar resolve o problema...se não taxar o problema aumenta e daqui a pouco nenhum Aposentado vai receber pagamento, pois não terá dinheiro. Rufou o pau nos Aposentados...rapou o bolso em 11%. Agora, o pessoal do PT tá fazendo um fuzuê por causa de um aumento de 3%, passando dos 11% do tio Lula, pra 14%. O Ferro já entrou na vida dos Aposentados desde a época do tio Lula, uai. MENTIU! Taxou, e o problemas dos Aposentados aumentou...a taxação dos 11% não resolveu bulhufas...Tio Lula mente faz tempo...a Maior Mentira foi quando disse: Não se preocupem, não tem crise nenhuma...É só uma Marolinha. Não era Marolinha coisa alguma...foi um tsunami pior do que rompimento de barragem em Brumadinho...Os 14 Milhões de Desempregados, os rombos dentro dos rombos, não aparecerem agora...é herança maldita dessa turma. Foi por isso que tio Cid Gomes, que não é paraíba, é cearense de Sobral, esbravejou: vocês erraram feio...vocês merecem perder a eleição...vocês vão perder a eleição. E perderam...

Responder

3
3


jose a silva - 13-01-2020 11:58:43

Os componentes dessa casa legislativa (HORRORES II), não passam de reles atores, e dos bons, senão vejamos! Em 1ª votação, foi 14 x 9 ((faltou a deputada); na 2ª votação foi 16 x 7. Dois mudaram de lado! Pro lado do governo e contra o funcionalismo! O governo precisava aprovar! Como foi a mudança desses dois votos? Quem mudou? Mudou de opinião ou a opinião foi comprada? Ganha um bombom quem adivinhar que foi a segunda! Quem se vendeu? Quem pulou a cerquinha? Se alguém souber, indique aqui, para nos lembrarmos deles lá na frente!

Responder

5
1


Mauro - 13-01-2020 10:59:43

Resumo do governo Mauro Mendes: (1) aumentou o preço das mercadorias no varejo, inclusive álcool e alimentos; (2) congelou reajuste do funcionalismo; (2) reduziu as aposentadorias com taxação extra; (3) reduziu o orçamento da educação; (4) favoreceu megaempresários elevando os incentivos fiscais para R$6,3 bilhões/ano; (4) aumentou a carga tributária; (5) dá mais orçamento para segurança que para a saúde; (6) aumentou orçamento dos poderes; (7) aumento da fiscalização no trânsito para arrecadar em cima dos motoristas.

Responder

6
0


Cuibania - 13-01-2020 10:57:50

Esse Dilmar e mesmo um mala vive puxando o saco de todo governo que e entra. Conversa dele não se pode dar crédito.

Responder

7
0


7 comentários

coluna popular
Movimento cobra Seduc para nomear professores
Rondonópolis
Nesta sexta
Dinheiro da pandemia
Novo coronavírus

Últimas Notícias
10.07.2020 - 20:58
10.07.2020 - 19:58
10.07.2020 - 19:35
10.07.2020 - 18:49
10.07.2020 - 17:36




Informe Publicitário