Deputados e vereadores evangélicos contrariam a bíblia e "aplaudem" assassinatos  | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 18 de Junho de 2021

POLÍTICA Quinta-feira, 13 de Maio de 2021, 13h:08 | - A | + A




Operação no Jacarezinho

Deputados e vereadores evangélicos contrariam a bíblia e "aplaudem" assassinatos

Sexto mandamento é “não matarás”


redacaomuvuca@gmail.com

 

Parece contraditório, mas os parlamentares cristãos de Mato Grosso, que afirmam seguir a bíblia e seus mandamentos, como o sexto mandamento que diz ‘não mataras’, resolveram contrariar a palavra de Deus e homenagear na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e na Câmara de Cuiabá os policiais civis do Rio de Janeiro que participaram da operação que culminou na morte de 27 moradores da favela do Jacarezinho na última quinta-feira (6).

A Assembleia Legislativa aprovou na sessão desta quarta-feira (12) uma moção de aplausos para os policiais civis. A honraria aos policiais do Rio de Janeiro foi proposta pelo deputado cristão e defensor da família Xuxu Dal Molin (PSC).

Já na Câmara de Cuiabá a proposta foi apresentada pelo vereador Kassio Coelho (Patriota) e foi aprovada por 12 votos nesta quinta-feira (13). Apenas três vereadores, Edna Sampaio (PT), Maysa Leão (Cidadania) e Mário Nadaf (PV), foram contrários e apenas uma preferiu se abster, Michelly Alencar (DEM).

No dia da operação, 24 pessoas foram mortas. No entanto, a situação em que foram atingidas ainda não foi esclarecida.

Contudo, os parlamentares de Mato Grosso, que são representantes do povo e deveriam lutar pela vida e a dignidade humana, não apenas fazem apologia à morte, mas também aplaudem uma chacina, o que é inaceitável.

Na ALMT, o sargento da reserva da Polícia Militar, deputado Elizeu Nascimento, defendeu a ação policial. Na tribuna, o parlamentar direcionou críticas ao Poder Judiciário e disse que todas os mortos eram ‘marginais’.

“Infelizmente nós temos algumas autoridades no Judiciário que tenta aproveitar da pandemia para poder evitar que a polícia faça seu trabalho. Só morreu vagabundo na favela do Rio de Janeiro, só marginal. A única pessoa de bem que morreu lá foi o policial. Só ele merece nosso respeito e o reconhecimento dessa Casa de Leis”, disparou.

Com 25 mortes, a operação realizada pela Polícia Civil no Jacarezinho foi a ação policial mais letal da história do estado do Rio de Janeiro e pode levar o país a ser condenado na Corte Interamericana. Como aconteceu em 2017, pela chacina orquestrada pela Polícia Civil em 1994, quando 13 pessoas foram mortas no Complexo do Alemão.

Entretanto, nem todos concordaram com a moção de aplausos, o deputado Wilson Santos (PSDB) e Lúdio Cabral (PT) foram contrários. Indignado com a apresentação dos colegas, o petista disse que a operação foi um fracasso e matou pessoas inocentes que não eram alvos da investigação.

“É inaceitável que a Assembleia aprove qualquer moção de aplausos dessa natureza. Sob qualquer ponto de vista, isso foi uma operação desastrosa, fracassada e muito provavelmente criminosa”.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

CIDADÃO BRANCO E DECENTE - 14-05-2021 08:54:41

Se gosta de bandido, adote.

Responder

2
2


Marcos - 13-05-2021 19:53:04

A bíblia não diz para a polícia ficar inerte frente ao tráfico de drogas, aos assassinatos cometidos pelos traficantes, ao aliciamento de crianças para as fileiras do tráfico. Essa matéria distorceu totalmente o contexto bíblico a que se referiu, lamentável.

Responder

1
6


Celia - 14-05-2021 07:48:12

Se na biblía diz não matarás é não matarás, a biblia nao abre espaço para matar criminosos, ou seja lá quem for. Além disso, em nosso país não tem pena de morte, se a pessoa cometeu um crime precisa ir preso, agora matar e os deputados que se dizem evangelicos aplaudirem isso é errado. O mandametno é não matarás, e não voces podem matar os bandidos e ainda comemorar. Tudo falso critão, isso sim.

Responder

4
2


Cintia - 13-05-2021 19:24:35

Q banalizaçao da vida. Pessoas foram assassinadas. É um absurdo.

Responder

4
2


Valeria - 13-05-2021 15:55:32

Nao twm mais nada p fazer nao? O caso aconteceu no RJ

Responder

5
2


5 comentários

coluna popular
Flávio Bolsonaro esteve no gabinete do deputado
Rumo ao Interior
No parlamento e na Igreja
PL em andamento
Covid-19

Últimas Notícias
17.06.2021 - 22:59
17.06.2021 - 21:46
17.06.2021 - 21:18
17.06.2021 - 21:16
17.06.2021 - 21:12




Informe Publicitário