Emanuel chama servidora que idealizou armação com Abílio de psicopata | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020

POLÍTICA Terça-feira, 14 de Janeiro de 2020, 09h:00 | - A | + A




Armação

Emanuel chama servidora que idealizou armação com Abílio de psicopata

Elizabete Maria de Almeida será desligada do cargo


redacaomuvuca@gmail.com

emanuel pinheiro.jpg

Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou que irá entrar na justiça contra a servidora Elizabete Maria de Almeida. Foto: Reprodução.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), disse que a servidora pública envolvida em armação para prejudicá-lo, Elizabete Maria de Almeida, é "psicopata". O vereador Abílio Júnior (PSC) foi acusado de estar envolvido na farsa.

O chefe do Executivo Municipal não poupou palavras à servidora e se mostrou muito revoltado com a armação. “Vejo isso [confissão] com muita indignação. Isso me revolta. A que ponto chega a maldade do ser humano, a falta de limites e a vontade de destruir por destruir. A vontade de caluniar, de inventar. Trata-se de uma farsa criminosa, repugnante. Uma coragem que beira a loucura. É uma psicopata”, declarou o prefeito.

Em novembro de 2019, Elizabete acusou Pinheiro de comprar vereadores para votarem a favor da cassação de Abílio, que compõe o bloco de oposição na Câmara. Entretanto, em depoimento à Delegacia de Combate aos Crimes de Corrupção (Deccor), a funcionária revelou que o parlamentar deu orientação sobre a farsa inventada.

O prefeito afirmou ainda que não vai deixar que o caso passe em branco. “Meus advogados já estão tomando todas as medidas. E com certeza muitas coisas terão que ser decididas na Justiça, porque isso aí não vai ficar impune”, finalizou o prefeito. As declarações foram feitas ontem (13), durante uma solenidade no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de MT (CREA-MT).

De acordo com o prefeito, em consulta à Procuradoria Geral de Cuiabá, a servidora será recontratada pelo município. “Fui informado extraoficialmente que ela era oriunda de processo seletivo e o contrato dela expirou. Então, se expirou ela será desligada naturalmente”, afirmou. "Não vou usar a máquina para perseguir por perseguir. Vai ser feito o que é de justiça. Uma servidora como essa não pode ter o contrato renovado, até pela conduta dela. Mas tudo será feito dentro dos trâmites legais", concluiu Emanuel.

Entenda o caso

Na última terça-feira (7), a servidora Elizabete Maria de Almeida revelou, em depoimento à Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor), que teria sido induzida pelo vereador Abílio a prejudicar o prefeito.

Durante o depoimento de três horas, acompanhada de seu advogado, Emerson da Silva Marques, a servidora detalhou que esteve em uma reunião com o parlamentar no dia 26 de novembro de 2019 em um hotel da capital. Abílio estava com quatro advogados e teria estimulado a acusação contra o prefeito e a sua base aliada.

Elizabete entregou as imagens da suposta reunião com o vereador e o seu celular, que contém vídeos e mensagens que comprovam a sua versão dos fatos. Ela também confessou que nunca esteve na casa do vereador Juca do Guaraná (Avante) em uma suposta reunião para definir a cassação de Abílio Júnior em troca de cargos e dinheiro.

O caso foi exposto em novembro de 2019, quando a servidora denunciou na Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) que o prefeito de Cuiabá tinha oferecido R$ 50 mil a um grupo de vereadores para a cassação do mandato de Abílio. Entretanto, Emanuel Pinheiro sempre refutou a acusão, dizendo que Elizabete precisava provas os fatos à polícia.

Em novembro de 2019, a servidora Elizabete Maria de Almeida fez uma denúncia na Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) afirmando que o prefeito de Cuiabá tinha oferecido R$ 50 mil a um grupo de vereadores para a cassação do mandato do vereador Abílio. Entretanto, Emanuel Pinheiro sempre refutou a acusação, dizendo que a servidora precisava provar os fatos à polícia.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 14-01-2020 10:46:27

Prefiro psicopata (ainda acho que é armação em cima de uma pobre funcionária - o lado mais fraco) a um ladrão que enche de grana, bolsos de paletós, grana esta, roubada de contribuinte de MT! ISSO É MAIS VERGONHOSO!

Responder

1
1


Silv - 14-01-2020 10:33:26

Tanta reportagem como essa só me leva a acreditar que o prefeito tenha pagado para essa servidora para o vereador fazer essa armação para o povo esquecer do PALETÓ..

Responder

0
1


2 comentários

coluna popular
ALMT estará em manutenção
Ator caiu em um golpe e teve o celular roubado
Carreira medíocre
Um tal de Gilberto
Rondonópolis é apontada como uma das bases

Últimas Notícias
19.01.2020 - 19:02
19.01.2020 - 18:52
19.01.2020 - 14:45
19.01.2020 - 11:12
19.01.2020 - 11:00




Informe Publicitário