Emanuel diz que Governo tenta atrapalhar saúde do município | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 13 de Julho de 2020

POLÍTICA Quinta-feira, 28 de Maio de 2020, 17h:36 | - A | + A




Intrigas

Emanuel diz que Governo tenta atrapalhar saúde do município

Governador fez falsas acusações contra a Prefeitura de Cuiabá


redacaomuvuca@gmail.com

Emanuel Pinheiro.jpeg

 Foto: Reprodução

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), respondeu o Governo do Estado, em live feita nas suas redes sociais na manhã desta quinta-feira (28), sobre as acusações de que a prefeitura estaria impedindo a fiscalização dos leitos do município destinados a pacientes de Covid-19.

Na ocasião, o gestor municipal estava realizando a leitura do decreto que autoriza, com restrições, a reabertura dos estabelecimentos para as atividades econômicas do seguimento de bares e shoppings centers.

O Estado abriu um processo contra a Prefeitura, argumentando que o município não autorizou que fiscalizassem as unidades que possuem leitos exclusivos para Covid-19 que o município disponibiliza.

“É muita leviandade, muita irresponsabilidade, não entendo como podem fazer isso. O Estado deve 60 milhões de reais à saúde município, não pagam e além de tudo ainda querem atrapalhar”, disse o prefeito.

Emanuel Pinheiro disse ainda que, nesta semana, fez um protocolo convidando os membros da Rede de Controle para visitar os leitos de UTIs e enfermarias da Covid-19 oferecidos pela Prefeitura de Cuiabá. Fazem parte da Rede de Controle a Controladoria Geral do Estado, Controladoria Geral da União, Ministério Público Estadual, Ministério Público de Contas, Ministério Público Federal, Polícia Federal, entre outras.  

“Ainda temos o Hospital Municipal de Cuiabá, que conta com 60 UTIs e 315 leitos e que não estão sendo usados para COVID-19. Imagina se não tivéssemos esse hospital? Quando o cidadão de Cuiabá passa mal, sofre um acidente, para onde ele vai? Para hospital do Estado ou do Município? Ele vai para unidades de Saúde de Cuiabá. Agora, quando ele precisa de um atendimento qualificado para a COVID-19, com fluxo, respeito e dignidade, para onde ele é encaminhado? Para o Hospital Referência, que fica onde era o antigo Pronto Socorro, que é da Prefeitura de Cuiabá”, pontuou.

O prefeito seguiu afirmando que, mesmo com todas as falhas e críticas recebidas, a prefeitura se empenha diariamente para avançar, e lembrou a dívida do governo.

“Não quero politizar esse assunto, porque sei que o Governo quer criar problemas onde não existem, para tentar criar um cenário eleitoral inexistente para seus possíveis candidatos. O meu adversário neste momento é a COVID-19”, expressou o líder do munícipio.

Para Pinheiro, seu único interesse no momento é tomar todas as medidas cabíveis de contenção do vírus e de segurança sanitária da população cuiabana. Para isso, utiliza-se de bases científicas, sem bajular um setor ou outro e sem tomar medidas momentâneas.

“Fomos firmes cuidando da vida e da saúde das pessoas. Entendemos que esse é o momento de unir forças, de somar com os governos municipais, estadual, federal, com toda a transparência e seriedade. Se o Governo trocasse o tanto de críticas que destina a Cuiabá por equipamentos e insumos ou por ajuda para a população, nós estaríamos em uma situação muito melhor”, concluiu Emanuel.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Parlamentar fiscalizador
Conseguiu apenas 3% das assinaturas
Alta de 300%
“Vida nova, nova esperança”
Eleições municipais

Últimas Notícias
13.07.2020 - 11:12
13.07.2020 - 10:32
13.07.2020 - 10:20
13.07.2020 - 10:02
13.07.2020 - 09:14




Informe Publicitário