Galli tenta amenizar sua exoneração do governo Bolsonaro  | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 31 de Março de 2020

POLÍTICA Quarta-feira, 12 de Junho de 2019, 10h:01 | - A | + A




“A pedido”

Galli tenta amenizar sua exoneração do governo Bolsonaro

Ex-deputado afirmou que a demissão foi a pedido


redacaomuvuca@gmail.com

 

O ex-deputado federal Victório Galli (PSL) tentou amenizar sua exoneração da Casa Civil do governo Jair Bolsonaro (PSL) e disse que teria sido “a pedido”.

Entretanto, parece que o parlamentar foi pego de surpresa, pois não esperava que o afastamento fosse eminente.

Galli foi nomeado em fevereiro pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para ajudar na articulação, no Congresso, pela votação da reforma da Previdência.

Ao que consta, o ex-deputado não entregou sua parte na encomenda. Com salário de R$ 16,9 mil, o ex-parlamentar fazia questão de se exibir como “assessor especial de Bolsonaro”.

Ultimamente, ele usou muito o nome do presidente para dizer que é pré-candidato a prefeito de Cuiabá em 2020. Contudo, está encontrando barreiras no partido, pois não tem apoio para ser o representante da sigla para as eleições municipais.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Arnaldo - 12-06-2019 12:06:08

E agora, como ele vai apagar a indenização por homofobia??

Responder

5
0


Ziandro - 12-06-2019 12:04:55

Deus tarda mais não falha UHULL é um livramento para a população ele ser exonerado

Responder

4
0


Cida - 12-06-2019 11:22:46

Esse feio quer ser ainda prefeito .. kkkkkkkkkkkkk .. vai nada

Responder

5
0


3 comentários

coluna popular
Município ainda não teve nenhum caso confirmado
Parceria com o IFMT
Distribuição cestas básicas
Disse que Covid-19 é transmitido por pernilongo
"Muito bem e com muita energia", diz prefeito

Últimas Notícias
31.03.2020 - 13:31
31.03.2020 - 12:20
31.03.2020 - 11:13
31.03.2020 - 10:18
31.03.2020 - 10:15


Carlos Fávaro (PSD)

Coronel Rúbia (Patriota)

Elizeu Nascimento (DC)

Gisela Simona (Pros)

José Medeiros (Podemos)

Júlio Campos (DEM)

Nilson Leitão (PSDB)

Otaviano Piveta (PDT)

Procurador Mauro (PSOL)

Reinaldo Morais (PSC)

Valdir Barranco (PT)

(Nenhum deles)

Feliciano Azuaga



Informe Publicitário