General de Brasília resvala ao baixo nível de Carvalho | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 18 de Junho de 2019

POLÍTICA Quarta-feira, 08 de Maio de 2019, 17h:35 | - A | + A




Brigas na gestão Bolsonaro

General de Brasília resvala ao baixo nível de Carvalho

Villas Bôas, por sua vez, volta agora as suas críticas ao próprio presidente Jair Bolsonaro


De Brasília (Agência RBC News)

Ao contrário de seu camarada de caserna Eduardo Villas Bôas, que manteve o nível de civilidade ao responder aos ataques do astrólogo Olavo de Carvalho, o general Paulo Chagas opinou de forma parecida com a agressividade do guru do clã Bolsonaro. Candidato derrotado ao governo do Distrito Federal, Chagas é um homem com poucas papas na língua. É dado a declarações polêmicas.

Ainda que tenha tentado a polidez, Paulo Chagas saiu em defesa de seus companheiros de farda com um linguajar próximo ao do escritor que mora nos Estados Unidos e é o inspirador de toda a sorte de loucuras semânticas que levam ao delírio a grande horda de seguidores bolsonaristas.  

"Dizem que Olavo disse: 'A quem me chama de desocupado não posso nem responder que desocupado é o cu dele, já q não para de cagar o dia inteiro'. O ânus é o órgão excretor, se faz sua função o dia inteiro, não é desocupado. Desocupado é o ânus do Olavo que foi substituído pela boca", disse o militar no Twitter.  

Lembrando: Olavo de Carvalho, em sintonia com Carlos Bolsonaro, o Carluxo, filho zero dois de Jair Bolsonaro, desde que este assumiu o governo vem desferindo fortes ataques contra os militares. Já afirmou que os generais do ministério são “uma cambada de filhos da puta”. O primeiro alvo individual foi o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, tido por Carvalho, Carluxo e seguidores como conspiradores contra o governo do capitão Jair.  

Desde a semana passa, Carvalho redirecionou suas baterias para o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, o general Carlos Alberto Santos Cruz. Acusado de querer implantar a censura da mídia, Santos Cruz foi chamado de “merda”, “vagabundo” e de “nada” se não tivesse a farda. Tudo porque o general ousou dizer que era necessário a regulação das redes sociais e criticou o fato de o governo e o presidente priorizarem a internet para se comunicar com a população.  

Depois dos ataques a Santos Cruz, o general Villas Bôas, respondeu a Olavo de Carvalho, tuintando que o astrólogo tem um "vazio existencial" e "derrama seus ataques aos militares e às Forças Armadas demonstrando total falta de princípios básicos de educação, de respeito e de um mínimo de humildade e modéstia".  

Olavo respondeu: “A quem me chama de desocupado não posso nem responder que desocupado é o cu dele, já que não para de cagar o dia inteiro”. Então, o general Paulo Chagas não perdoou: “O ânus é o órgão excretor, se faz sua função o dia inteiro, não é desocupado. Desocupado é o ânus do Olavo que foi substituído pela boca”.  

Retomando à artilharia fustigada desde terça, Eduardo Villas Bôas criticou novamente o guru Bolsonarista, atribuindo a ele as crises que abraçam o governo desde seu início. "Praticamente todas as crises que nós vivemos desde que o presidente Bolsonaro assumiu têm a participação direta ou indireta do Olavo de Carvalho, que não contribui. Temos tantas questões importantes que precisamos dar prioridade, e a gente fica dispersando energia com questões que absolutamente não contribuem para a solução dos problemas”, afirmou.  

Villas Bôas e seus colegas generais já tomaram ciência de que Carvalho é ferramento do próprio presidente Jair Bolsonaro e seus filhos e seguidores para atacar os ministros militares. Então, a pergunta que fica é por que eles continuam no governo. Não seria o caso de um rompimento peremptório? A resposta vem do próprio Villas Bôas, que acredita que a presença dos militares no governo garantem estabilidade.  

Ou seja, sem os militares ali por perto a coisa pode atingir um grave de desgoverno ainda maior? Melhor aguarda as cenas dos próximos capítulos.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

alexandre - 08-05-2019 18:36:25

muita moagem, mais trabalho e menos brigas, o Olavo falou besteira, todos somos contra o socialismo, então união é necessária para colocar o pais no rumo...

Responder

3
4


Gilberto - 09-05-2019 07:35:55

Socialismo não existe mais. Foi extinto em 1981. Hoje somente a China, que cresce a 9%a.a. é socialista.

Responder

0
0


2 comentários