Governador culpa greve por suspensão de contratos na educação  | MUVUCA POPULAR

Sábado, 06 de Junho de 2020

POLÍTICA Quinta-feira, 09 de Abril de 2020, 12h:14 | - A | + A




10 mil professores

Governador culpa greve por suspensão de contratos na educação

Paralisação em escolas durou 75 dias em 2019


redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução

O governador Mauro Mendes (DEM) atribuiu a culpa à greve da educação do ano passado pela não renovação dos contratos com os professores interinos, das escolas estaduais, durante a pandemia do Covid-19, que suspendeu as aulas. A suspensão atinge cerca de 10 mil professores interinos.

Em 2019, a greve na educação durou 75 dias e foi a maior da história do Estado. Por conta disso o ano letivo  na rede estadual não começou em 2020. A previsão era 23 de março, porém foi adiada por conta do novo coronavírus.
“As escolas estão paradas. Sabe por que que está parado agora? Por culpa do Sintep, que fez greve no ano passado, porque as escolas que não fizeram greve iniciaram o período de trabalho no mês de fevereiro”, acrescentou.

O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) e a Asssembleia Legislativa criticaram a decisão do Governo.

Para o governador, atender ao pedido do Legislativo e do Sintep seria incorrer em ato de improbidade administrativa.

“Se fizesse isso estaria rasgando dinheiro público e seria processado pelo Ministério Público por improbidade. E a culpa disso foi da greve do ano passado, porque as escolas que não ficaram em greve estão recebendo”. Quando reiniciar as aulas, farei questão de assinar esses contratos”.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Maria Celma de Oliveira - 09-04-2020 16:52:38

É muito cômodo ao governador culpar a greve, culpar os profissionais por lutar por seus direitos. Por lutar para que governador cumprisse com leis fruto da luta da categoria que recebe o pior salário de todas as categorias do Estado. Aliás, o que se pode esperar de governador que não cumpre com promessas de campanha? Não tem feito outra coisa desde o dia em que ganhou as eleição, a não ser atacar os servidores especialmente da educação. Vive vendendo a ideia de terra arrasada, mas em meio a pandemia está concedendo verbas para seus apaniguados. Só existe crise para os servidores do executivo, para determinados setores e para seus comissionados na há crise alguma. Dia 23/03/2020 era para iniciar o ano letivo, primeiro dia de aula, porque não estava todos/as contratados/as? Por que governador? Como os estudantes iriam entrar em sala de aula sem professores/as contratados/as? Explique governador o inexplicável. Não senhor governador, isto não tem nada a ver com greve, tem a ver com o seu compromisso com a educação de MT, o senhor não se importa com o venha acontecer com educação, muito menos com os profissionais que fazem das tripas coração para fazer educação neste rico estado de poucos. Não contratou de propósito, não contratou porque não quis. Não venha com suas desculpas esfarrapadas, estamos cansados/as do senhor, dos seus ataques desnecessário. Faça nos um grande favor respeite é mínimo que esperamos de vossa excelência.

Responder

9
0


Gil - 09-04-2020 12:22:28

Demorou pra culpar os professores. Mais ordinário q isso...como diria marilia mendonca a culpa é sua mm por negar o q era da categoria por direito!

Responder

8
1


2 comentários

coluna popular
Nota de Pesar
Fiscalização continua
Assintomático e isolado em casa
Ninguém quer assumir
Números não param de subir

Últimas Notícias
05.06.2020 - 23:50
05.06.2020 - 22:55
05.06.2020 - 21:46
05.06.2020 - 20:06
05.06.2020 - 19:43




Informe Publicitário