Júlio, Pivetta e Neurilan enfrentam dificuldades internas e podem não ser candidatos ao senado | MUVUCA POPULAR

Domingo, 19 de Janeiro de 2020

POLÍTICA Segunda-feira, 13 de Janeiro de 2020, 07h:17 | - A | + A




Indefinição

Júlio, Pivetta e Neurilan enfrentam dificuldades internas e podem não ser candidatos ao senado

Divergências internas e filiação pode tirar os principais nomes da disputa


Muvuca Popular

1578926593711483.JPG

 

Dois governistas Júlio Campos (DEM) e Otaviano Piveta (PDT), e um opsicionista Neurilan Fraga (PL), correm o risco de enfrentarem dificuldades internas em seus respectivos partidos, e não concorrerem à eleição suplementar ao senado que ocorrerá este ano em Mato Grosso, para preencher a vaga da senadora cassada, juíza Selma Arruda (PODE).

O caso de Fraga é eminentemente técnico, seu nome não consta ainda na lista de filiados ao partido, mas ele diz que por questões de ordem técnica que serão sanadas, já que o TRE emite a listagem dos filiados nos meses de abril e maio, quando então ele garante que estará apto, já que sua filiação antecede a data limite para os que pretendem entrar na disputa.

Por sua vez, Júlio Campos enfrentará a frieza do governador Mauro Mendes, que comanda a agremiação através de seu sub-posto, Fábio Garcia, que hoje é o presidente da legenda no estado. Soma-se a isso o fato da família Campos não estar na graça do bolsonarismo, enquanto Mendes se aproxima do presidente, que pode exigir a retirada do nome de Júlio do páreo, tudo para favorecer o candidato do governador e do presidente, que é o deputado José Medeiros (PODE).

Otaviano Piveta pode passar pela mesma fritura, já que seu partido, PDT, está no bloco governista, tanto estadual quanto federal, e a sigla em Mato Grosso é comandada pelo deputado licenciado Allan kardec, que embora tenha garantido o nome de Piveta no páreo, é também refém das circunstâncias que estão além de seu poder, vez que o presidente nacional da legenda, Carlos Luppi, e seu atual chefe, Mauro Mendes, estão em caminhos contrários ao de Piveta.

Os três estão entre os candidatos mais fortes na disputa suplementar ao senado, e tem tudo para superar as divergências internas e manterem seus respectivos nomes na disputa com chances reais de vitória. Mas precisam, antes, remover esses obstáculos.

Em tempo: A retirada de qualquer destas candidaturas favorecem Carlos Fávaro (PSD) e José Medeiros (PODE). 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Shirley - 13-01-2020 16:40:50

Dentro do DEM o Júlio Campos é imbatível, tem apoio fechado da alta direção Nacional ( ACM Neto,Rodrigo Mais e Davi Alcolumbre) e dos 90 votos da Convenção Estadual 70 apoiam a candidatura própria do DEM. E quem vai peitar o Senador Jaime, e os Deputados Botelho e Dilmar.? Será que o Mauro e o Fábio tem coragem de vetar um líder histórico e fundador do DEM como e' o Dr.Julio Campos. Duvido...E faço pouco.

Responder

1
0


Erick - 13-01-2020 11:26:36

Não vão fazer falta

Responder

1
0


2 comentários

coluna popular
ALMT estará em manutenção
Ator caiu em um golpe e teve o celular roubado
Carreira medíocre
Um tal de Gilberto
Rondonópolis é apontada como uma das bases

Últimas Notícias
19.01.2020 - 19:02
19.01.2020 - 18:52
19.01.2020 - 14:45
19.01.2020 - 11:12
19.01.2020 - 11:00




Informe Publicitário