Liberação do porte de armas é tido como volta à barbárie | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 09 de Maio de 2019, 07h:00 | - A | + A




Cena de Faroeste

Liberação do porte de armas é tido como volta à barbárie

Presidente Jair Bolsonaro liberou o uso de armas para 20 profissões


De Brasília (Agência RBC News)

Já imaginou você andar pelas ruas e outros ambientes urbanos e se deparar com muita gente armada? Lembra o quê? Uma cena de faroeste? Pois é exatamente isto que pode acontecer depois que o presidente Jair Bolsonaro assinou decreto liberando o porte de armamentos. Integrantes de 13 categorias profissionais poderão solicitar, na Polícia Federal, o uso, desde que comprovem "efetiva necessidade".

O decreto que estabelece nova flexibilização do Estatuto do Desarmamento foi publicado nesta quarta-feira (8) no Diário Oficial da União. Entre os profissionais que poderão requer o porte, estão até jornalistas e políticos eleitos, além de profissionais da área de segurança pública, caminhoneiros, advogados, moradores de propriedades rurais e os proprietários e dirigentes de clubes de tiro. A lista segue abaixo, no final deste texto.

Bolsonaro afirma que seu decreto vai “no limite da lei” e que não a desobedece. Contudo há avaliações contrárias. O Fórum Brasileiro de Segurança Pública, por exemplo emitiu nota repudiando o decreto presidencial, o qual “vê com bastante preocupação”.

“A medida é claramente uma tentativa de driblar o Estatuto do Desarmamento, que está em vigor no país desde 2003, e ignora estudos e evidências que demonstram a ineficiência de se armar civis para tentar coibir a violência em todos os níveis. Além de contrariar a legislação atual, o decreto carece de uma análise do Congresso Nacional, e parece ter sido feito sob medida para agradar alguns eleitores do atual presidente da República, que dá sinais claros de realmente acreditar que Segurança Pública começa dentro de casa”, afirma a nota.

“Nesse sentido, o decreto é nada mais que uma artimanha para desviar o foco do que realmente interessa, que é a implantação de uma política pública de segurança construída a partir da coleta de dados e pesquisas que possam de fato reduzir a violência. O Governo Federal deveria trabalhar para identificar as razões que levaram à queda dos homicídios em 2018, e assim documentá-las para serem replicadas, ao invés de insistir na aposta de receitas comprovadamente equivocadas para o setor”, conclui.

O governador do Maranhão foi outro que criticou o decreto. Flávio Dino afirmou pelo Twitter: “Quantos empregos serão gerados com essa medida? Será que a ideia é gerar mais empregos em cemitérios?”

Outra reação veio do Congresso Nacional. Senadores do PT, por exemplo, apresentou nesta quarta um decreto legislativo para sustar o decreto presidencial. A bancada petista alega que é competência do Legislativo decidir sobre a ampliação do porte de armas e não do Executivo.

Por outro lado, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, admitiu que o decreto do presidente não tem nada a ver com política de segurança pública de sua pasta. "Não tem a ver com a segurança pública. Foi uma decisão tomada pelo presidente em atendimento ao resultado das eleições", afirmou Moro quando participava, na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, de debate sobre seu "pacote anticrime".

Lista das categorias que passam a ter direito de porte de armas:

1 - Instrutor de tiro ou armeiro credenciado pela Polícia Federal
2 - Colecionador ou caçador com Certificado de Registro de Arma de Fogo expedido pelo Comando do Exército
3 - Agente público, “inclusive inativo", da área de segurança pública, da Agência Brasileira de Inteligência, da administração penitenciária, do sistema socioeducativo, desde que lotado nas unidades de internação, que exerça atividade com poder de polícia administrativa ou de correição em caráter permanente, ou que pertença aos órgãos policiais das assembleias legislativas dos Estados e da Câmara Legislativa do Distrito Federal;
4 - Detentor de mandato eletivo nos Poderes Executivo e Legislativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, quando no exercício do mandato
5 - Advogado
6 - Oficial de justiça
7 - Dono de estabelecimento que comercialize armas de fogo ou de escolas de tiro ou dirigente de clubes de tiro
8 - Residente em área rural
9 - Profissional da imprensa que atue na cobertura policial
10 - Conselheiro tutelar
11 - Agente de trânsito
12 - Motoristas de empresas e transportadores autônomos de cargas
13 - Funcionários de empresas de segurança privada e de transporte de valores

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(15) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

alexandre - 09-05-2019 15:03:24

Ate´que enfim a votação do Plesbicito foi respeitada, o povo disse não ao desarmamento..

Responder

1
1


Benjamin - 09-05-2019 10:45:20

Assistam o Filme "O anjo" e depois deem sua opinião sobre armas. https://www.youtube.com/watch?v=gMGOr2sAx3o

Responder

0
0


Benjamin - 09-05-2019 10:43:13

Assistam o Filme "O anjo" e depois deem sua opinião sobre armas. https://www.youtube.com/watch?v=gMGOr2sAx3o

Responder

0
0


Mariazinha - 09-05-2019 10:10:44

A familia Bolsonaro nunca se encaixou na convivência pacifica , em qualquer ponto da sociedade formal. Não consegue conviver em paz ,em condomínios , Universidades ,Escolas ,Colégios e até no Exército , de onde foi expulso !!! Então tornaram-se PÁRIAS ,e passaram a conviver em antros seitas , isolados de uma condição de sêres humanos normais . Dai , sentindo-se rejeitados , aliaram-se ao submundo ,exaltando a violência doméstica ,contra terceiros ,apologia a tortura ,estupro ,abate de criminosos , petistas , e tudo aquilo em que não se encaixam. Chegando ao poder , surfando nesta onda de extrema direita ,ele e familia ,partiram para a retaliação ,vingança , contra tudo aquilo que rejeitam . Destruição das Universidades ,Partidos Politicos ,Igreja Católica ,Midia contrária ,Ministérios ,tudo aquilo que não lhe são ESPELHOS !!! Aliados a Indústria de ARMAS e financiados por esta ,com raízes nos EUA ,fazem uma politica de TERRA ARRASADA ,onde espelhados no livro MEIN KAMPF de Hitler ,querem reconstruir a História ,a seu jeito , nem que para isto cometam uma carnificína Em suma NARCISO FACISTA !!!

Responder

4
4


CLEVERSON - 09-05-2019 09:25:02

parabéns presidente, posse de arma e direito do cidadão, infelizmente para aqueles que continuam a cair no discurso do "quanto mais armas mais violento", sugiro a leitura do livro, "mentiram para mim sobre o desarmamento" do autor bene barbosa. uma verdadeira analise sobre armas. lembrando que "arma não e instrumento de guerra e instrumento de paz".

Responder

4
2


Lais - 09-05-2019 09:23:28

Totalmente a favor!

Responder

4
2


Jeca - 09-05-2019 09:22:52

Sou a favor, quero ter a chance de me defender

Responder

4
2


Guto - 09-05-2019 09:21:35

Aqui pessoal 7 pontos que colocam em evidência que o porte de armas beneficia unicamente Ricos e Empresários 1°- O preço médio de um revolver Taurus 38 (um dos mais baratos no mercado) está por volta de 3 mil reais. Uma única bala custa entre R$ 5 (na promoção) e R$10,00 2°- Aulas de tiro mais aluguel de horário de stand de tiro, 6 mil reais. 3°- Documentação, consulta pra avaliação psicológica, documento de porte de arma, etc. 3 mil reais. 4°- Ou seja, Você vai gastar uma média de DOZE MIL REAIS só pra ter uma arma e seis projéteis em casa e achar que está "seguro". Sabe quem vai poder ter arma? Se você não é rico, então é daqueles pobres que defendem o direito dos ricos, porque a maioria aqui não tem dinheiro pra ter uma arma. Mas pros bandidos sim, vai ser bem mais fácil terem armas. 5°- Sabe DE QUEM os bandidos roubaram uma arma, que agora serve ao crime? Roubaram do Jair Bolsonaro, em 1995, na zona norte do Rio. Hoje em dia a sua Glock 380 serve ao crime. Com mais pessoas tendo acesso às armas, mais inchado ficará seu mercado negro, hoje dominado pelos honestíssimos militares. 6°- "Mesmo armado, me senti indefeso" disse o próprio armamentista. 7°- É claro que sim. Porque armas não aumentam a proteção, apenas aumentam a quantidade de crimes passionais. O que aumenta a segurança de um povo é a EDUCAÇÃO e a DISTRIBUIÇÃO DE RENDA.

Responder

3
4


Rian - 09-05-2019 09:20:25

Daqui á pouco ta liberando pra geral, e salvesse quem puder.

Responder

3
6


Dani - 09-05-2019 09:19:52

Isso ai, quero meu direito de me defender e defender minha família!

Responder

4
3


Edmir - 09-05-2019 09:16:23

Inocentes pagarão por isso... Mas quem se importa né? o governo mesmo nem liga

Responder

3
5


Rau - 09-05-2019 09:15:44

Salve-se quem puder. ótimo para brigas nos trânsitos

Responder

4
4


Alcir - 09-05-2019 09:14:43

vcs nao consegue nem pagar sua dívida da Avon e está preocupada que o pessoal vai sair comprando arma? E outra gente, o porteposse sempre existiu e ninguém tinha, agora mudou o que nisso? é caro as pessoas vão continuar sem ter

Responder

4
1


Tais - 09-05-2019 09:13:08

Então libera as drogas também e o aborto. Já que compra armas quem quer, e usa drogas quem quer

Responder

1
7


Laiane - 09-05-2019 09:11:59

Estamos precisando de mais segurança não de armas. Ou sera que o plano para segurança é esse, dar armas para a população se auto proteger ?

Responder

3
6


15 comentários