Líder sindical critica Gisela e diz que apoio a Abílio causa racha no PROS | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020

POLÍTICA Quinta-feira, 19 de Novembro de 2020, 16h:26 | - A | + A




Prefeitura de Cuiabá

Líder sindical critica Gisela e diz que apoio a Abílio causa racha no PROS

Oscarlino Alves afirma que decisão é unilateral


redacaomuvuca@gmail.com

Oscarlino.jpg

Foto: Reprodução

O líder sindical e secretário-geral do PROS, Oscarlino Alves, criticou sua correligionária e candidata derrotada Gisela Simona por apoiar Abílio Júnior (Podemos) para o segundo turno das eleições municipais de Cuiabá. Segundo o servidor público, a decisão é unilateral e causou uma racha dentro da sigla.

Conforme Oscarlino, que participou de uma reunião de apoio dos servidores à candidatura de Emanuel Pinheiro (MDB), apesar de Gisela anunciar seu apoio a Abílio Júnior, na manhã desta quinta-feira (19), a decisão do partido em seguir junto com o vereador não foi unânime.

“Na verdade não tivemos uma reunião da Executiva Municipal, onde eu sou secretário-geral. Trabalhei como fiel escudeiro na candidatura da Gisela desde o princípio. Mas não fui escutado e parece que houve uma decisão unilateral. Foi uma decisão muito frágil e meu voto era pela neutralidade”, afirmou.

O sindicalista, que disputou o pleito deste ano como candidato a vereador, afirmou que Simona não teve nenhuma consideração pelo posicionamento de seus companheiros e a escolha de apoiar Abílio mostra que não há mais aliança.

“Não fui procurado nenhum momento. Acabou a apuração das urnas, não recebi um parabéns pelos 1.600 votos que tive, por ter ficado durante 45 dias debaixo do sol defendendo o nome dela. Fui leal, confio na propositura dela, mas este caminho que foi tomado de forma unilateral, sem me escutar, ela já diz nas entrelinhas que não me vê mais como parceiro e como aliado. É desta forma que ficaram as coisas”, pontuou.

O servidor anunciou que irá apoiar o atual prefeito Emanuel Pinheiro e ressaltou que Gisela está apoiando um candidato que está sendo recebendo ajuda do governador Mauro Mendes (DEM), quem ele diz ser contra os servidores públicos.

“Ele [Abílio] já declarou que irá demitir 3 mil pais de família.  Eu não posso fazer parte deste projeto, que visa extinguir secretarias, que pretende mandar 3 mil pais de família para rua, os servidores não podem fazer parte deste projeto. É uma grande ameaça para o serviço público. Baseando no histórico, na greve pelo RGA nós não tínhamos o Emanuel como interlocutor na Assembleia Legislativa, ele subiu no carro de som e o que era zero, saímos vitoriosos. Fizemos a greve, ele nos apoiou. Apoiamos sua candidatura, vencemos o candidato do Pedro Taques e agora temos um novo desafio, que é vencer o governo de forma democrática”, finalizou.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Jedae - 20-11-2020 08:58:27

Bateu o desespero em Mémeu paletó! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Responder

0
4


Marlene - 19-11-2020 18:44:18

Gosto muito do trabalho dela, vou ficar muito decepcionada com esse apoia ao Abílio

Responder

13
1


Dinho - 19-11-2020 18:29:27

Quem apoiar o Abílio, não tem mais meu apoio

Responder

15
0


Carlos Nunes - 19-11-2020 17:02:20

Ih! A turma não votou no PROS...votou na GISELA SIMONA, uai. Qualquer candidato que ganhasse, excluindo tio Manuel que é o Prefeito, ia DEMITIR os comissionados, e contratar outros... ou fazer um Concurso Público pra preencher as vagas. Esse rodízio de comissionados acontece sempre...sai os de um Grupo Político e entra o do outro...Tio Abilinho vai fazer isso...Tio França faria...Tio Julier faria...Tio Gilberto faria...É o rodízio dos comissionados...Cargo de Confiança do Prefeito. Quanto ao PROS, o presidente nacional, Eurípides Jr. perdeu o cargo por suspeita de Corrupção com dinheiro de Fundo Eleitoral. A Ministra do Supremo, Rosa Weber, manteve o afastamento...Matéria: Ministra Rosa Weber mantém afastamento do presidente do PROS. Não tem santos na política...Vai ser meio difícil tio Abilinho governar Cuiabá, porque quem manda na Prefeitura são os Sindicatos. Se bater de frente, vai ter Greve nos 4 anos de mandato.

Responder

5
15


4 comentários

coluna popular
Personalidade política
Governo tomou medidas necessárias
Dívidas trabalhistas
Limite de 50%
Reeleição

Últimas Notícias
26.11.2020 - 15:11
26.11.2020 - 14:18
26.11.2020 - 14:01
26.11.2020 - 13:26
26.11.2020 - 12:04




Informe Publicitário