Lúdio questiona quantidade de testes que aguardam resultados no Lacen  | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020

POLÍTICA Sexta-feira, 31 de Julho de 2020, 14h:04 | - A | + A




Número seis vezes maior

Lúdio questiona quantidade de testes que aguardam resultados no Lacen 

Dados do Cosems apontam que 11.831 exames estão na fila aguardando resultados.


redacaomuvuca@gmail.com

Ludio Cabral 3 - JL Siqueira ALMT - copia.jpg

 

Após perceber divergência nos números apresentados, o deputado estadual Lúdio Cabral (PT) vai solicitar para Secretaria de Estado de Saúde informações sobre o tamanho real da fila de testes RT-PCR para covid-19 no Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (Lacen).

O boletim oficial da covid, divulgado pelo estado na quarta-feira (29), informa que há 2.783 exames em análise no Lacen. Porém, um levantamento realizado pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT) mostrou uma fila quase seis vezes maior, com 11.831 testes ainda sem resultado.

“Vamos apresentar o requerimento na próxima sessão da Assembleia Legislativa, para obtermos informações sobre a situação real da quantidade de testes represados no Lacen. Os números divulgados pelo estado no boletim da covid não batem com o levantamento feito pelo Cosems junto aos municípios".

"A realização de poucos testes, agravada pela demora nos resultados, pode mascarar os números da covid, o que prejudica a análise do cenário real da pandemia em Mato Grosso, dificultando o planejamento de ações”, afirmou Lúdio.

O presidente do Cosems, Marco Felipe, enviou um questionário aos secretários de Saúde dos municípios para que informassem quantos testes estão represados no Lacen. Ele disse que 121 municípios responderam e informaram um total de 11.831 exames na fila até o final da manhã de quinta-feira (30).

“Temos muita preocupação com a demora nos resultados dos testes, que muitas vezes levam duas semanas para ficarem prontos. Os municípios têm sofrido muita pressão por isso. O paciente que faz o exame precisa do resultado em tempo hábil. Mas muitas vezes o resultado só vem depois que já passou o período de quarentena. Além disso, o resultado dos testes impacta no grau de risco dos municípios e do estado. Há preocupação também que a classificação de risco esteja abaixo da realidade em muitos casos”, explicou.

Lúdio destacou a necessidade de ampliar a rede de laboratórios para aumentar a testagem em Mato Grosso e desafogar o Lacen, que está recebendo uma demanda muito alta de teste sem ter pessoal suficiente para atender rapidamente.

“Sabemos que os trabalhadores do Lacen estão sobrecarregados e é urgente que o estado crie condições para ampliar a capacidade de testagem. Firmar parceria com as universidades públicas do estado, como IFMT, UFMT e Unemat, poderia tirar a sobrecarga do Lacen e permitir realização dos testes RT-PCR mais rapidamente e mais próximos de onde as pessoas vivem, de forma descentralizada”, disse o deputado.

A ampliação da testagem por meio do exame RT-PCR é uma das medidas recomendadas por Lúdio Cabral desde o início da pandemia. Essa recomendação e diversas outras estão na carta aberta enviada por Lúdio ao governador e autoridades do estado em junho. 

 
VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Fabio - 31-07-2020 18:02:00

#PTNÃO

Responder

3
0


Carlos Nunes - 31-07-2020 14:55:24

Ih! Dr. MARCOS DA AMAZÔNIA, em seu canal no Youtube, já disse> "Teste de Coronavírus só tem 37% de confiabilidade"...pode indicar que o cara não tá infectado, aí o cara tá, não toma os remédios, E MORRE. Sábado, 1º/agosto, amanhã, às 17:00 horas, horário de Cuiabá, Dr. MARCOS estará ao vivo, em seu canal, falando sobre doenças e curas. O importante pra nós, é sabermos Quais são realmente OS SINTOMAS do Coronavírus? Até agora não sabemos o certo, a pessoa pode estar em casa, agora, tranquila, já sentido os sintomas, mas sem saber se tem o Coronavírus. Precisaria que o Governo do Estado fizesse uma campanha maçiça, pra esclarecer pra todo mundo...é bom entrevistar as pessoas que tiveram a doença e ficaram curadas, pra elas mesmas relatarem o que sentiram no primeiro dia, no segundo...Entrevista as pessoas com mais de 60 anos, as mais jovens, homens, mulheres...e compara o que cada uma sentiu...Isso devia ter sido feito desde o começo do ano...Dr. ZELENKO, no vídeo> Rudolph Giuliani entrevistou o médico Dr. ZELENKO que já tratou cerca de 500 pacientes com o Covid-19, reclama que 3 DIAS de atraso no tratamento já prejudica o paciente...E o cara que só tem o resultado 10 dias, 15 dias, ou mais, depois? No começo a doença é fácil de tratar e curar...depois complica...e depois do depois manda a pessoa pra cidade dos pés juntos, sem choro nem vela. Quando eu vejo estatística de MORTOS pelo Coronavírus, tenho certeza de que todo esse montão de gente teve tratamento TARDIO...e INADEQUADO. Hoje o Google Notícias (CORONAVÍRUS COVID-19 - Google Notícias) informa que, no mundo, tem 17.321.394 Infectados...e morreram 673.822 pacientes (cada vez mais aproxima-se de 1 MILHÃO). Resta uma dúvida> Morreram ou foram assassinadas? Uma pessoa que não tem o tratamento no começo da doença, não é responsável pela própria morte...Faltaram: informação, protocolo de tratamento adequado, remédios nos Postos de Saúde, etc. Se for POBRE então, é duplo assassinato...não tinha dinheiro nem pra comprar OS BENDITOS DOS REMÉDIOS. Se fosse rico, pegava um avião e ia tratar num grande centro, com especialista.

Responder

3
1


2 comentários

coluna popular
No próximo dia 31
Mudanças devido ao coronavírus
Custo de R$ 260 mil
Triagem para imprensa
Com pneumonia

Últimas Notícias
07.08.2020 - 16:22
07.08.2020 - 16:21
07.08.2020 - 16:12
07.08.2020 - 15:13
07.08.2020 - 14:07




Informe Publicitário