Médico condenado irá gerir contrato milionário no governo do Estado  | MUVUCA POPULAR

Sábado, 20 de Julho de 2019

POLÍTICA Quarta-feira, 10 de Julho de 2019, 08h:02 | - A | + A




Lobo cuidando do galinheiro

Médico condenado irá gerir contrato milionário no governo do Estado

Em analogia, secretário de Saúde colocou lobo para cuidar do galinheiro


redacaomuvuca@gmail.com

 

A empresa Organização Goiana de Terapia Intensiva, que foi contratada pelo Governo do Estado no montante de R$ 3,4 milhões, com dispensa de licitação, para gerenciar a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta da Santa Casa de Cuiabá, colocou um médico envolvido em escândalos na saúde pública de Mato Grosso para gerir o contrato.

O médico e ex-secretário-adjunto de Saúde de Várzea Grande Daoud Jaber Abdallah, que foi condenado por improbidade administrativa e responde ações por irregularidades em contratos na saúde, foi nomeado para gerir o contrato em reunião ocorrida no final de junho em Goiânia.

Além do currículo duvidoso, o médico também tem ligação com as empresas Qualycare, ProClin e Prolabore.

Porém, não é só o médico que é alvo de desconfiança. A Organização Goiana de Terapia também é alvo de investigação criminal por um caso recente de estupro ocorrido dentro de uma UTI em Goiânia. A paciente estava internada na UTI gerida pela empresa no Hospital Goiânia Leste e foi estuprada por um técnico em enfermagem e morreu por negligência médica.

Entretanto, conforme o contrato com o governo de Mato Grosso, a empresa será responsável pelo gerenciamento técnico, administrativo, fornecimento de recursos humanos, recursos materiais, equipamentos, insumos e outros necessários para o funcionamento da UTI da Santa Casa.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Perplexo - 11-07-2019 22:27:47

Se o MP não agir, será cúmplice de mais escárnio na saúde!! Não é só na Santa Casa é no novo PS também.

Responder

1
0


Paquetá - 10-07-2019 09:47:36

Pois é! O governo colocou a mão na Santa Casa justamente pra isso: é uma forma de desviar dinheiro, afinal o grupo BIPAR está em concordata, o que demonstra a falta de tirocínio administrativo desse governo e sua turma! Cadê o MP? Cadê o TCE? o TJ? Em berço esplêndido ou esperando sua "cota"?

Responder

26
4


Cida - 10-07-2019 09:47:36

O cara já foi afastado por corrupção, não da p entender colocar o cara p geri tanto recurso. O governador e o seu secretário pensa que a gente é burro.

Responder

20
1


3 comentários