MP pede a cassação do deputado federal Carlos Bezerra | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 25 de Março de 2019

POLÍTICA Quarta-feira, 09 de Janeiro de 2019, 16h:31 | - A | + A




GASTOS IRREGULARES

MP pede a cassação do deputado federal Carlos Bezerra

Por: Redação

Foto: Gustavo Lima

 

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) de Mato Grosso representou o candidato diplomado como deputado federal Carlos Gomes Bezerra por arrecadação e gastos ilícitos de recursos na campanha eleitoral de 2018. Na prestação de contas da campanha foi declarado o total de recursos recebidos de R$ 1.883.972,35, e despesas contratadas de R$ 1.791.872,35.  

Segundo o parecer técnico conclusivo da Justiça Eleitoral o candidato, que foi eleito pelo MDB, apresentou a prestação de contas com graves infrações de arrecadação e gastos de recursos.

Entre as irregularidades destacam-se o número de pessoas ligadas à campanha e não declaradas, veículos e abastecimentos não contabilizados, além da malversação de recursos públicos oriundos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC).  

Nesse sentido, a Procuradoria Regional Eleitoral enfatizou que o parlamentar "incorreu em graves infrações na arrecadação e gastos de recursos, com destaque ao expressivo número de cabos eleitorais, veículos e abastecimentos não contabilizados, ademais da aplicação irregular de R$ 293.916,68 (duzentos e noventa e três mil, novecentos e dezesseis reais e sessenta e oito centavos) do FEFC”.

Ainda conforme a PGE, o candidato não apresentou os devidos esclarecimentos no momento oportuno. Assim, a matéria será aprofundada em novo processo, que pode culminar com a cassação do mandato.  

Dessa forma, a PRE requereu a quebra do sigilo bancário das contas de campanha, do candidato e, ainda, das mais destacadas pessoas e fornecedores envolvidos nas irregularidades da campanha.

De acordo com o Ministério Público, a medida se apresenta útil e necessária para que se obtenha mais detalhes da real movimentação financeira do período de campanha junto aos contratados: responsáveis por abastecimentos e respectivos fornecedores, locações de veículos, hospedagens, prestadores de serviço e pessoas favorecidas pelos abastecimentos. Especialmente porque ficaram evidenciados pagamentos de despesas com recursos públicos do FEFC.  

A PRE aguarda o julgamento da representação, que pode culminar com a cassação do diploma parlamentar de Carlos Bezerra. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Vídeo portando arma não era com vereador Abílio
'Grampolândia Pantaneira'
Após rumores de que poderia ir para outro partido
O processo da deputada foi enviado ao MPF
Cancelamento do festival 300 anos

Últimas Notícias
24.03.2019 - 18:12
24.03.2019 - 17:34
24.03.2019 - 17:23
24.03.2019 - 16:33


Emanuel Pinheiro

Valtenir Pereira

Procurador Mauro

Gisela Simona

Lúdio Cabral

Janaina Riva

Juiz Julier

Mauro Carvalho

Fábio Garcia

Ulysses Moraes

Pedro Taques

Victório Galli

Nenhum deles



Informe Publicitário