Número de feminicídio cresce 36% comparado ao ano passado em MT  | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 24 de Novembro de 2020

POLÍTICA Sábado, 24 de Outubro de 2020, 18h:04 | - A | + A




De janeiro a setembro

Número de feminicídio cresce 36% comparado ao ano passado em MT

Mato Grosso registrou 45 feminicídios de janeiro a setembro


redacaomuvuca@gmail.com

 

Mato Grosso registrou 45 feminicídios entre janeiro e setembro deste ano. O número é 36% maior do que o mesmo período do ano passado, quando 33 mulheres foram mortas. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Superintendência do Observatório de Segurança Pública.

Paralelo a este dado, houve uma diminuição de 26% no número de homicídios dolosos praticados contra mulheres, já que este ano foram 25 registrados contra 34 do ano passado. No entanto, se somados os dados de feminicídios e homicídios dolosos, 70 mulheres foram assassinadas no estado, número 4% maior do que em 2019, quando houve 67 mortes.

As tentativas de homicídios de mulheres também apresentaram redução de 20%. Este ano houve 174 casos e em 2019 este número chegou a 218 ocorrências registradas.

Entre os principais crimes praticados contra vítimas femininas entre 18 e 59 anos, constam a ameaça, com 13.277 ocorrências; lesão corporal, com 6.974 registros; injúria, com 3.703; difamação, com 1.878 e calúnia, com 1.111 casos. Todos estes índices apresentaram redução, variando de 9% no caso de lesão corporal até 25%, no caso de difamação.

O número de estupros teve pouca alteração no comparativo com o mesmo período do ano anterior. Neste ano, 292 estupros foram registrados no estado, índice 1% maior do que 2019, quando tiveram 288 ocorrências desta natureza.

Denuncie

Para registrar qualquer denúncia de violência contra a mulher basta ligar para o 190, 197, 180 e 181. Vale lembrar que todas as denúncias são sigilosas.

Além disso, as denúncias também podem ser registradas presencialmente nas delegacias (PJC-MT) de Mato Grosso. Em Cuiabá, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher funciona na Rua Joaquim Murtinho, nº 789, Centro Sul.

Cuiabá também dispõe de um Plantão 24h para vítimas de violência doméstica e sexual. A unidade está instalada no bairro Planalto, anexo ao prédio da 2ª Delegacia da Capital.

Já em Várzea Grande, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso funciona na Rua Almirante Barroso, 298, Centro Sul (próximo do Terminal André Maggi).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 25-10-2020 10:18:39

A mulherada tá abusando! Antes eram mais comedidas! Agora, com novas leis, acham que estas leis, muitas delas pura porcarias, são escudos, que as protegem. Não é assim não. O judiciário inteiro está podre e putrefato, pois não pune, não age, é omisso! Aí acontece isso. E também, que a mulher, fisicamente é mais fraca. Aí fica suscetível a sofrer nas mãos desses criminosos!

Responder

0
0


1 comentários

coluna popular
Aliado do 2º turno
Pouca participação
Ameaça suspender o recesso
Testes covid podem perder validade
Abílio X Emanuel

Últimas Notícias
24.11.2020 - 08:05
23.11.2020 - 22:34
23.11.2020 - 21:19
23.11.2020 - 20:07
23.11.2020 - 19:01




Informe Publicitário