Polícia cumpre ordem judicial e despeja 300 famílias da comunidade Flor da Mata | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 10 de Abril de 2020

POLÍTICA Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020, 13h:53 | - A | + A




Ocupavam há 4 anos

Polícia cumpre ordem judicial e despeja 300 famílias da comunidade Flor da Mata

Famílias viviam no local há mais de quatro anos


redacaomuvuca@gmail.com

 Foto: reprodução 

Cerca de 300 famílias da comunidade Flor da Mata, em Cuiabá, foram despejadas de suas casas na manhã desta terça-feira (28). Elas residiam na área há mais de quatro anos e saíram do local por ordem judicial, que foi assinada pelo juiz Carlos Roberto Barros de Campos.

Não houve registro de resistência ou atrito durante a saída das pessoas. Contudo, a decisão garantia que pessoas que ficassem 5km da área poderiam ser presas em flagrante.

Para tentar barrar o despejo, mais de 300 pessoas foram ontem (27) até a Assembleia Legislativa (ALMT) solicitar que o presidente da Casa de Leis, Eduardo Botelho (DEM), pedisse ao governador Mauro Mendes (DEM), para impedir o cumprimento da decisão judicial. Contudo, o pedido não foi atendido.

A ideia do grupo era conseguir mais tempo para negociar com o dono da área. As famílias tem interesse em comprar o território, que compreende 107 hectares, inclusive já apresentaram uma proposta, porém o dono quer um valor muito acima do que podem pagar.

WhatsApp Image 2020-01-25 at 16.47.50 (1).jpeg

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(13) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 29-01-2020 08:21:07

INVASORES! USURPADORES! Que trabalhem para ganhar o seu imóvel! Esse povo acostumado a esse tipo de atitude tem que ser tratado assim mesmo: pé na bunda! Tem muito aproveitador nesse meio, que usa ignorantes para tirar proveito! Esses tem que ser punidos, bem como quem invade ou tenta tomar algo de alguém! Vai em um mercado e tenta "grilar" um pacote de arroz pra ver se a policia não é chamada? Agora, terra pode tomar! Coisa de vadios!

Responder

0
0


Graziela - 28-01-2020 15:49:15

Com esse desgoverno só veio o desprezo para o povo brasileiro.

Responder

3
1


Isabel - 28-01-2020 15:47:32

O pobre está sendo muito maltratado ainda mais no governo

Responder

3
2


Keilla - 28-01-2020 15:46:03

os governantes não ama seu povo eis a prova disso

Responder

3
2


Mirella - 28-01-2020 15:43:43

Como pode tanta maldade?

Responder

2
2


NAIRA - 28-01-2020 15:41:47

Quem está querendo as terras deles???

Responder

2
0


Letícia - 28-01-2020 15:36:31

Gente, desculpa mas as terras são particulares, não pode invadir

Responder

2
2


Fautisno - 28-01-2020 15:35:20

Me dói TER que ver pessoas humildes meus irmãos em qualquer região deste pais e do mundo, esperava mais sensibilidade de parte de nossa dirigência e cobro isso, mas chegam derrubando tudo como se não merecessem respeito vergonha para nossos representantes

Responder

1
1


Ivone - 28-01-2020 15:33:30

Não tem ninguém para defende-los?

Responder

2
2


Élidah - 28-01-2020 15:32:30

É no mínimo preocupante essa falta de posicionamento frente a tanta barbárie cm os pobres

Responder

2
2


Marcela - 28-01-2020 15:31:39

Aos pobres e desvalidos do Brasil só vai restar DEITAR e MORRER! Triste situação

Responder

2
2


Mauro - 28-01-2020 15:30:53

Q tristeza. Este e um governo q se fiz cristão e tem amor a família?

Responder

3
2


Januario - 28-01-2020 15:29:17

Ridículo esse Brasil do século XXI, onde toda política pública para a população de baixa renda é feita pela Secretaria da Segurança Pública... lamentável.

Responder

3
2


13 comentários

coluna popular
Assessor de Jayme Campos
Não está de olho em reeleição
Intuito é que a população monitore contaminados
Pesquisa foi divulgada pela UFMT
Partido se prepara para eleições

Últimas Notícias
09.04.2020 - 21:54
09.04.2020 - 20:51
09.04.2020 - 20:27
09.04.2020 - 19:18
09.04.2020 - 18:50


Carlos Fávaro (PSD)

Coronel Rúbia (Patriota)

Elizeu Nascimento (DC)

Gisela Simona (Pros)

José Medeiros (Podemos)

Júlio Campos (DEM)

Nilson Leitão (PSDB)

Otaviano Piveta (PDT)

Procurador Mauro (PSOL)

Reinaldo Morais (PSC)

Valdir Barranco (PT)

(Nenhum deles)

Feliciano Azuaga



Informe Publicitário