Prefeito de Cuiabá denuncia governador por perseguição política com uso da Defaz | MUVUCA POPULAR

Domingo, 15 de Dezembro de 2019

POLÍTICA Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2019, 15h:03 | - A | + A




Emanuel X Mendes

Prefeito de Cuiabá denuncia governador por perseguição política com uso da Defaz

Emanuel entregou a denúncia ao presidente e vice-presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM) e Janaina Riva (MDB)


redacaomuvuca@gmail.com

 Foto: reprodução 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), protocolou nesta segunda-feira (2) uma denúncia contra a Polícia Civil e a Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), por suposto uso ilegal da máquina pública contra a gestão do Executivo municipal.

Na denúncia, Pinheiro afirma que o delegado-geral da Polícia Civil, Mário Demerval, pressionou os delegados da Defaz, Anderson Veiga e Lindomar Toffoli, para “agilizar” a investigação sobre a suposta compra de votos dos vereadores na casa de Juca do Guaraná (Avante).

Emanuel entregou a denúncia ao presidente e vice-presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM) e Janaina Riva (MDB).

O documento será avaliado pela Procuradoria Legislativa e, possivelmente, analisada pelo Colégio de Líderes na terça-feira (3), para que seja decidido se a denúncia vai para o Plenário. A Assembleia pode encaminhar a denúncia para o Ministério Público do Estado (MPE) ou até abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o uso político da Defaz.

As informações preliminares são de que depois do “pedido” de Demerval, os delegados alegaram não ter provas concretas que subsidiem uma investigação e sofreram sanções por causa da negativa, pois o pedido, segundo Emanuel Pinheiro, partiu do governador Mauro Mendes (DEM).

Denúncia de compra de votos

A investigação citada por Pinheiro é decorrente da denúncia de uma servidora pública, que afirmou que os vereadores da base do prefeito se reuniram na casa do Juca do Guaraná para negociar a cassação de Abílio Junior (PSC), com pagamento de propina em dinheiro.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Marcos - 03-12-2019 07:15:12

O Bozo faz uso político da máquina o tempo todo.... veja o caso folha, o caso da MP dos jornais, as nomeações para aparelhamento da cultura.... por isso concordo.... tem de acabar com essa história de usar a máquina para objetivos pessoais.

Responder

4
0


Antonio - 03-12-2019 07:11:35

no Brasil de hoje...... POLÍCIA = POLÍTICA.

Responder

3
0


Maria - 03-12-2019 07:10:16

A DEFAZ TEM SIDO USADA COM EFEITO POLÍTICO DESDE A GESTÃO DO PEDRO TAQUES.

Responder

2
0


Carlos Nunes - 02-12-2019 15:37:41

Ih! Não resta dúvida que tio EP já tá usando a máquina administrativa municipal na campanha à reeleição 2020. Ou alguém ignora isso? Inaugurou o HM em 6 Etapas...cada Etapa anunciada detalhadamente pra lembrar o povo, de quem fez a obra...muito anúncio, muita publicidade sobre a sua pessoa. Conseguiu a autorização da Câmara pra fazer vários empréstimos de MILHÕES DE REAIS...pra fazer obras. Endividando Cuiabá, pro próximo prefeito pagar...o próximo não vai nem poder fazer empréstimos mais, porque tio EP já atingiu a cota dos empréstimos. Fez por ele, e pelo próximo...ou pelos próximos. Em compensação, os demais candidatos a prefeito de Cuiabá, que não tem máquina administrativa municipal nenhuma, nem dinheiro de empréstimos (MILHÕES)...estarão de desvantagem, ou não?

Responder

8
10


jose a silva - 02-12-2019 18:34:15

As tres opiniões negativas aí, contra o comentário de CN, no mínimo são de apadrinhados ou de cupinhas do sr. paletó! Cês tem vergonha na cara não?

Responder

4
4


5 comentários

coluna popular
Blairo Maggi e Silval Barbosa
121 instituições foram contempladas
Parte será destinado à creche Irmã Hylda
Apostou a favor de Selma
Um mês e meio de férias

Últimas Notícias
14.12.2019 - 19:01
14.12.2019 - 15:56
14.12.2019 - 12:28
14.12.2019 - 11:56
14.12.2019 - 10:40




Informe Publicitário