Prefeitura é acusada de pagar aluguel dobrado por imóvel da Saúde | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020

POLÍTICA Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020, 19h:00 | - A | + A




Improbidade Administrativa

Prefeitura é acusada de pagar aluguel dobrado por imóvel da Saúde

Conforme denúncia do MP, existem dois contratos para o mesmo prédio


redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um inquérito para investigar um suposto ato de improbidade administrativa na Prefeitura de Colíder (634 km de Cuiabá). Segundo a denúncia, no prédio do Departamento de Vigilância em Saúde, da Farmácia Central e Almoxarifado da Saúde, existem dois contratos de aluguéis referente somente a um imóvel.

A investigação foi aberta pelo promotor Danilo Cardoso Lima, da 1ª promotoria de Justiça Cível de Colíder, no dia 14 de janeiro.

A denúncia foi encaminhada ao Ministério Público (MP) por três vereadores do município, onde apontaram que além do contrato duplicado, a prefeitura também teria ganhado o prédio do antigo Fórum da cidade, que comportaria vários órgãos, e que está abandonado no momento, enquanto Executivo paga alugueis.

De acordo com o promotor, o objetivo das investigações é “apurar eventual prática de ato de improbidade administrativa em decorrência da celebração de dois contratos distintos de locação de imóvel para funcionamento do Departamento de Vigilância em Saúde e da Farmácia Central e Almoxarifado da Saúde, relativos a um único imóvel, inclusive pelo fato de o imóvel onde funcionava o antigo fórum desta comarca ter sido “entregue” ao município de Colíder e encontrar-se sem utilização pela Administração Pública municipal”.

A portaria ainda determina que o prefeito da cidade, Noboru Tomiyoshi (PSD), seja notificado, além do diretor do Fórum.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Pré-candidato a suplente ao Senado
Não fez o dever de casa
Em outubro
Só bens declarados
Denúncia foi feita à Justiça Eleitoral

Últimas Notícias
23.09.2020 - 22:47
23.09.2020 - 21:09
23.09.2020 - 19:55
23.09.2020 - 19:00
23.09.2020 - 18:20


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário