Presidente da ALMT garante que Universidade de Engenharia funcionará em 2020 | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

POLÍTICA Sábado, 21 de Setembro de 2019, 08h:27 | - A | + A




UFMT

Presidente da ALMT garante que Universidade de Engenharia funcionará em 2020

Botelho garantiu apoio para conclusão de campus da UFMT em Várzea Grande


redacaomuvuca@gmail.com

 Campus da UFMT de Várzea Grande | Foto: divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), vai até Brasília na próxima semana para viabilizar recursos para a conclusão da Universidade Federal de Mato Grosso – campus Várzea Grande, junto a bancada federal.

Nesta sexta-feira (20) Botelho recebeu uma comitiva da UFMT, em seu gabinete, para detalhar o andamento da obra e os recursos que ainda faltam para que a universidade de engenharia comece a funcionar em 2020.

Na oportunidade, o doador do terreno no bairro Chapéu do Sol, Juarez Ductievicz, destacou a importância também da liberação de emendas parlamentares para a construção de estacionamento no local, que segundo a comitiva, vai ativar o desenvolvimento da cidade industrial, como é conhecida Várzea Grande.

Na primeira fase, serão oferecidos cinco cursos: Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Minas e Energia, Engenharia da Computação, Engenharia Química e Engenharia de Transporte. Também já trabalham pela inclusão dos cursos de Engenharia de Produção e Engenharia de Software.

De acordo com o pró-reitor de Cultura da UFMT, Fernando Tadeu, o empreendimento será um grande presente à população que passará a contar com um grande parque tecnológico. “É importantíssimo esse trabalho porque Várzea Grande é cidade-irmã de Cuiabá e a Universidade Federal de Mato Grosso, que completará 50 anos, estará inaugurando esse campus totalmente voltado para a engenharia. O apoio da Assembleia Legislativa é fundamental”, afirmou.

Da mesma forma, o pró-reitor o campus Várzea Grande, Mauro Lucio Naves Oliveira, destacou o apoio da ALMT. Disse que por meio de pesquisa foram constatados a necessidade de 10 cursos. Contudo, na primeira etapa serão implantamos cinco. “Todos os cursos que interessam para o desenvolvimento industrial de Mato Grosso”, garantiu.

Botelho afirmou que o campus é importante para toda a Baixada Cuiabana. “Estamos ajudando esta que será a primeira universidade federal de Várzea Grande. Estamos trabalhando para canalizar recursos, já marquei com deputados federais e senadores trabalhar para descontingenciar recursos do MEC e também articular recursos para construir o estacionamento da universidade. Tudo para ajudar a nossa querida Várzea Grande. Vai ser um marco para a cidade”, garantiu Botelho.

“Várzea Grande é uma cidade com vocação industrial. 65% da obra estão prontas. Falta pouco e precisamos de ajuda para mudar e fazer o nosso papel que é funcionar no novo campus formando engenheiros para Mato Grosso”, disse Ilce Campos, diretora da Faculdade de Engenharia do campus VG.

Já estão prontos o restaurante universitário, a biblioteca administrativa e dois blocos de salas de aulas. Também participaram da reunião Lisiane Pereira de Jesus, pró-reitora de Ensino de Graduação da UFMT; Adriano Aparecido de Oliveira, secretário de Infraestrutura da UFMT e Lucas Ductievicz, do Chapéu do Sol Urbanismo.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Bolão - 21-09-2019 18:35:39

Em vez de apoiar a abertura do Campus da UFMT os Deputados deveriam lutar pela abertura de um Campus da UNEMAT em Várzea Grande. Trazer cursos novos para o Mato Grosso como por exemplo Odontologia, não tem nas universidades públicas de Mato Grosso. Aquicultura Continental dentre outros.

Responder

2
1


Carlos Nunes - 21-09-2019 08:51:22

Até que a Economia Brasileira entre nos trilhos de novo...não pode prometer nada, nadinha. O cobertor do dinheiro é curto, e cobertor curto se cobre a cabeça descobre os pés, se cobre os pés descobre a cabeça. A vaca da Economia foi parar no meio do brejo atolada até o pescoço. Quando o cara mais honesto do Brasil, que tá preso, disse: não se preocupem, não tem crise...é só uma Marolinha...MENTIU! Que marolinha coisa alguma, era um tsunami pior do que rompimento de barragem em Brumadinho. BOLSONARO até agora só cometeu um erro fatal...assim que assumiu o mandato, já na primeira semana, devia ocupar rede de TV e rádio, pra contar pro Eleitor, como entrou o país, Qual foi a Herança Maldita que recebeu? Devia ter narrado numa linguagem bem popular, pra que dona Maria lá do Bairro, aposentada com 998 reais, entendesse tudinho. Como não fez isso...agora tão culpando o coitado do BOLSONARO pela crise...os 14 Milhões de Desempregados, os Desalentados, os mais de 30 Milhões de trabalhadores jogados, NA MARRA, no Setor Informal pra sobreviver, não apareceram da noite pro dia. Até a questão do Desmatamento e das Queimadas é difícil de resolver, porque o site do Globo fez uma matéria, onde demonstra que o déficit de Servidores do IBAMA no país é de 2.151 funcionários. Não tem estrutura pra impedir Desmatamento nenhum, nem Queimada. Tio Lula e tia Dilma, em vez de emprestar BILHÕES DE REAIS lá fora, pros compadres...deviam ter feito Concurso Público pra contratar os 2.151 Servidores do IBAMA, e dotar esse Órgão da estrutura necessária pra cumprir o seu papel.

Responder

3
4


2 comentários