Secretário de Saúde rebate Hospital Geral e diz que repasses estão em dia | MUVUCA POPULAR

Domingo, 15 de Dezembro de 2019

POLÍTICA Domingo, 01 de Dezembro de 2019, 11h:03 | - A | + A




Paralisação no HG

Secretário de Saúde rebate Hospital Geral e diz que repasses estão em dia

Luiz Antônio Pôssas de Carvalho desmentiu acusação de falta de recursos


redacaomuvuca@gmail.com

Secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho / Foto: Reprodução

O secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho, se manifestou sobre a paralisação do Hospital Geral, e esclareceu que o atraso de repasses não é verdade, pois os recursos já foram repassados. “Ocorre que os processos sobre os serviços prestados estão em fase de finalização no setor de Regulação. Após isso, serão assinados, liquidados e aí sim, estarão aptos para pagamento”, declarou.

Segundo Pôssas de Carvalho, também é preciso ressaltar que o Governo de Mato Grosso ainda deve à Prefeitura de Cuiabá R$ 40 milhões, referente a contratualizações, sendo assim, o município está fazendo o melhor que pode enquanto não recebe a quantia.

“A Prefeitura de Cuiabá, vem bancando durante todos esses anos e com grande cota de sacrifício a média e alta complexidade de todo o estado. Responsabilidades esta, que cabe ao Estado - conforme determina a legislação do Ministério da Saúde”, afirmou.

Entretanto, o secretário justificou que Cuiabá teve dificuldades de cumprir o Índice de Valorização de Qualidade (IVQ), que é um incentivo extra pago para que os hospitais da cidade sobre os mesmos serviços já pagos para impulsionar a qualidade do atendimento. E frisou ainda que o Hospital Geral vem cumprindo com a demanda não atendida pela Santa Casa nos últimos meses.

“O Município de Cuiabá objetiva dar sequência à virada de página na Saúde que prevê acolhimentos de qualidade digna e humanizada que tem como prioridade salvar vidas e não números financeiros”, garantiu Pôssas.

Confira a nota na íntegra:

Sobre o posicionamento do Hospital Geral a respeito da Secretaria de Saúde de Cuiabá, o secretário da pasta, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho, esclarece que:

1- A colocação do Hospital Geral sobre valores em atraso, não condiz com a verdade. Ocorre que os processos sobre os serviços prestados estão em fase de finalização no setor de Regulação. Após isso, serão assinados, liquidados e aí sim, estarão aptos para pagamento.

2- Com relação aos valores em atrasos. Também não procedem, pois já foram repassados.

Cabe ressaltar que, é de conhecimento da sociedade que o governo de Mato Grosso deve à Cuiabá R$ 40 milhões - referentes às contratualizações.

Ou seja, a Prefeitura de Cuiabá, vem bancando durante todos esses anos e com grande cota de sacrifício a média e alta complexidade de todo o estado. Responsabilidades está, que cabe ao Estado - conforme determina a legislação do Ministério da Saúde.

3- Sobre o IVQ - Índice de Valorização de Qualidade - que é um incentivo extra que o município oferta aos hospitais sobre os mesmo serviços já pagos visando impulsionar a qualidade no atendimento, realmente Cuiabá ficou com dificuldades no cumprimento. Isso porque vem fazendo a parte do Estado nessas contratualizações - conforme esclarecido anteriormente. Cabe salientar ainda, que esses valores serão revistos na nova contratação.

4- No que tange ao cumprimento de metas, realmente o Hospital Geral vem cumprindo com a demanda não atendida pela Santa Casa nos últimos meses.Mas é histórico o caso de existirem diversos serviços contratualizados pagos e não cumpridos. E a gestão não pactua com essa realidade que era latente até então.

5- Quanto à renovação contratual, a Secretaria de Saúde concorda plenamente que fará na repactuacao a diminuição dos serviços contratados pelo Hospital Geral. Não pelo fato da vontade unilateral do referido hospital, mas pela nova realidade de ofertas de serviços da própria administração municipal com o funcionamento do Hospital Municipal São Benedito que está em sua plenitude e ainda com o HMC que já está em pleno funcionamento.

6- Em curto prazo, o Município também ofertará os procedimentos cardiovasculares. Sendo todos os serviços entregues à população com melhor qualidade, atendimento de excelência e sem escolha de quem deve ser atendido ou não.

7- Por fim, a Secretaria de Saúde esclarece que:

As contratualizações de serviços com as terceirizadas serão objeto de acompanhamento minucioso na qualidade e na quantidade. Sob pena de serem descontratados. Com isso o Município de Cuiabá objetiva dar sequência à virada de página na Saúde que prevê acolhimentos de qualidade digna e humanizada que tem como prioridade salvar vidas e não números financeiros." 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Blairo Maggi e Silval Barbosa
121 instituições foram contempladas
Parte será destinado à creche Irmã Hylda
Apostou a favor de Selma
Um mês e meio de férias

Últimas Notícias
14.12.2019 - 19:01
14.12.2019 - 15:56
14.12.2019 - 12:28
14.12.2019 - 11:56
14.12.2019 - 10:40




Informe Publicitário