STF nega pedido de intervenção federal em município de Mato Grosso | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

POLÍTICA Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019, 11h:02 | - A | + A




Cocalinho

STF nega pedido de intervenção federal em município de Mato Grosso

 Ministro Dias Toffoli | Foto: reprodução da internet 

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido da 3ª Vara Federal de Mato Grosso para que a União intervisse no município de Cocalinho (a 860 km de Cuiabá). Toffoli argumentou que apenas os Estados-membros têm legitimidade política para intervir nos municípios, exceto em territórios federais. Cocalinho é um dos municípios de Mato Grosso que mais tem sofrido com as queimadas.

O pedido foi feito pelo juiz Cesar Augusto Bearsi, da 3ª Vara Federal de Mato Grosso, com fundamento no artigo 34, inciso VI, da Constituição Federal, que descreve: “Art. 34. A União não intervirá nos Estados nem no Distrito Federal, exceto para: [...] VI - prover a execução de lei federal, ordem ou decisão judicial;”.

O presidente do STF, no entanto, argumentou que a Constituição Federal reserva apenas aos Estados-membros a legitimidade política para fazer intervenção em municípios, sendo que a União está autorizada a intervir apenas em municípios localizados em Território Federal, conforme o artigo 35 da Constituição Federal.

O ministro também citou uma decisão anterior, que entendeu que “os Municípios situados no âmbito dos Estados-membros não se expõe à possibilidade constitucional de sofrerem intervenção decretada pela União Federal, eis que, relativamente a esses entes municipais, a única pessoa ativamente legitimada a neles intervir é o Estado-membro”.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 20-09-2019 15:39:56

Dá até nojo e vontade de vomitar, escarrar, defecar, ao ver essa cara asquerosa!

Responder

0
0


1 comentários