Zé do Pátio lidera gastos com campanha em Rondonópolis | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 24 de Novembro de 2020

POLÍTICA Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020, 09h:13 | - A | + A




Dados financeiros

Zé do Pátio lidera gastos com campanha em Rondonópolis

Todos os candidatos juntos já investiram R$ 3.470.463,03


redacaomuvuca@gmail.com

Reprodução / Montagem Muvuca Popular

Candidatos à prefeitura de Rondonópolis

 

O terceiro maior município do Estado, Rondonópolis (212 quilômetros de Cuiabá) assim como a Capital tem oito postulantes que desejam ser gestor da cidade pelos próximos quatro anos. Juntos, desde o início da campanha eleitoral, os candidatos já investiram R$ 3.470.463,03 em seu pleito eleitoral. Sendo que o atual prefeito e candidato à reeleição, José Carlos do Pátio (SD), já aplicou quase R$ 1,8 mi em sua campanha, porém, até o momento só quitou R$ 738.677,70.

De acordo com dados obtidos no portal DivulgaCand, o prefeito já investiu R$ 700 mil em ‘produção de programas de rádio, televisão ou vídeo’, e outros R$ 322.093,00 em ‘publicidade por materiais impressos’, sendo confeccionado os ‘santinhos’, adesivos e entre outros. Além disso, o gestor aplicou R$ 150 mil e ‘serviços advocatícios’. Outras despesas de valor menor também estão lançadas em seu nome, que somam o valor total de gastos.

Em sequência, aparece o empresário Luizao (Republicanos), que já pagou R$ 415.267,37 dos R$ 718.729,98 que já aplicou. O político usou a maior parte, R$ 202.500,00 em ‘produção de programas de rádio, televisão ou vídeo’, outros R$ 82 mil aparecem sendo aplicados com a mesma descrição, mas, com outro fornecedor. Pouco mais de R$ 59 mil também foram usados com ‘agenciamento de publicidade e propaganda’. Outros R$ 160 mil foram investidos em ‘publicidade por matérias impresso’ e ‘serviços advocatícios’.

Thiago Muniz (DEM), gastou um pouco menos, cerca de R$ 629.329,20. Desses, 48% do valor, o que dá R$ 300 mil foram enviados para ‘produção de programas de rádio, televisão ou vídeo’, outros R$ 50 mil se enquadraram em ‘publicidade por materiais impressos’, que é a confecção de ‘santinhos’. O restante do valor gasto foi aplicado em outras ações, de menor valor. De todo o montante investido, o candidato já pagou R$ 269.029,20.

O biólogo Cláudio Ferreira (DC), já pagou R$ 176.403,02 dos R$ 270.802,02 que gastou. Parte do montante, R$ 80 mil foi aplicado em ‘serviços contábeis’, outros R$ 65 mil em ‘serviços prestados por terceiros’. Os demais gastos foram em menores montantes.

Coronel Bonoto (PRTB), já gastou R$ 112.100,85, sendo que a maior parte foi aplicado em ‘produção de programas de rádio, televisão ou vídeo’.
Outros três candidatos aplicaram menos valores, sendo que Kleber Amorim (PT), investiu até o momento R$ 101.000,00 em sua campanha. Kleison Teixeira (Psol), gastou apenas R$ 7.528,50 e Ubaldo Barros (Cidadania), é o único que não apresentou nenhum tipo de gasto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Fim da linha
ICMS
Aliado do 2º turno
Pouca participação
Ameaça suspender o recesso

Últimas Notícias
24.11.2020 - 08:25
24.11.2020 - 08:19
24.11.2020 - 08:05
23.11.2020 - 22:34
23.11.2020 - 21:19




Informe Publicitário