The news is by your side.

Indústrias investem em qualificação de jovens para atuarem no campo

Aconteceu na tarde desta segunda-feira (05.04), de forma online, a Aula Magna da primeira turma do Programa de Aprendizagem de Nível Técnico em Automação Industrial. A iniciativa é resultado da parceria entre os Serviços Nacionais de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e Industrial (Senai-MT). A princípio será ofertado no município de Rondonópolis e a expectativa é expandir para outros municípios. Já estão previstas mais cinco turmas.

A ideia é suprir a demanda do agronegócio quanto a mão de obra qualificada nesta área de tecnologia. Devido às restrições por conta da pandemia do novo coronavírus, inicialmente as aulas ocorrerão de forma online.

O superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Paulicéia, acredita que a parceria trará bons resultados ao agronegócio e demais envolvidos. “É uma forma de estreitar os laços entre as instituições do Sistema S e uma oportunidade para que os jovens tenham acesso ao conhecimento de qualidade e de forma gratuita, contribuindo para a qualificação da mão de obra no campo”.

Durante cerimônia, a diretora regional do Senai-MT, Lélia Brum, explicou aos alunos a relação entre os parceiros. “Vocês são alunos do Senar-MT e utilizarão a estrutura do Senai. São integrantes da primeira, de cinco turmas dessa parceria que é um ato histórico”.

O curso é o meio para atendimento à Lei da Aprendizagem (nº 10.097/2000) no âmbito rural e o Senar é a instituição responsável para possibilitar a formação teórica/prática dos estudantes. A parceria com o Senai-MT se concretizou por meio de um Termo de Cooperação Técnica entre as instituições e possibilita mais oportunidades de formação para que os jovens atuem no campo em áreas como a automação industrial.

De acordo com o diretor de operação do Senar-MT, Carlos Augusto Zanata, mais conhecido como Guto Zanata, essa é uma demanda antiga do setor e a expectativa é supri-la por meio da qualificação dos aprendizes. “Com esta formação aumentaremos o número de profissionais capacitados no mercado, trazendo resultados positivos para o segmento”.

A qualificação tem duração de dois anos e esta turma está prevista para ser concluída em maio de 2023. Os conteúdos programados mesclam parte teórica e prática. Os participantes aprenderão sobre informática aplicada, diagramas hidráulicos, circuitos microcontrolados, tecnologias da informação aplicadas à Indústria 4.0 e mais de 1.200 horas de prática profissional, que somadas à teoria compõem uma carga horária superior a 3.100 horas.

Público-alvo – O Programa de Aprendizagem Rural é destinado a jovens de até 24 anos que tenham concluído o ensino médio e sejam contratadas na modalidade de jovens aprendizes pelas propriedades rurais.

Dentre os alunos desta turma está Sérgio Junior, 17, que agradeceu a oportunidade. “Parabenizo a todos os meus colegas que também passaram no processo seletivo. Eu espero obter os melhores resultados possíveis para a minha vida profissional”.

Estudante de gestão em agronegócio, Bruno Aparecido, 21, pretende melhorar a carreira. “Pra mim é uma oportunidade muito grande e vai ajudar ainda mais na minha profissão”.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação