The news is by your side.

Servidores federais da Saúde podem entrar em greve nesta sexta

Profissionais de saúde lotados no Hospital Júlio Müller, em Cuiabá, podem entrar em greve a partir desta sexta-feira (14). Ação é referente a paralização nacional dos profissionais ligados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que começou nesta quinta-feira (13), com adesão de 9 estados e Distrito Federal.

Aqui em Mato Grosso, o movimento é encampado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Federais. Às 17h haverá uma assembleia geral para debater a situação.

“Nos termos do estatuto da entidade, ficam convocados (as) todos (as) trabalhadores (as) da EBSERH – Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, lotados no HUJM – Hospital Universitário Júlio Muller, filiados e não filiados, para participarem da ASSEMBLEIA GERAL XTRAORDINÁRIA, a ser realizada por vídeo-conferência (plataforma Zoom), para tratar da seguinte ordem do dia”, consta em comunicado.

Reivindicação

Os profissionais pedem que seja pago ‘adicional de insalubridade’, por conta da atuação frente à pandemia de covid-19.

“O principal impasse está na proposta de redução do adicional de insalubridade da categoria, justo no momento em que os empregados públicos colocam suas próprias vidas em risco para atenderem as vítimas da Covid-19. Os trabalhadores e trabalhadoras também não abrem mão da manutenção de sua data-base”, afirmam.

Outros estados também estão debatendo se vão acompanhar o movimento nacional. Até o momento paralisaram 9 estados: (PR, RJ, ES, MG, BA, GO, SC, PI, RS, SE) e no Distrito Federal).

O que é a EBSERH

De acordo com o Governo Federal, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada por meio da Lei nº 12.550, de 15 de dezembro de 2011, como uma empresa pública vinculada ao Ministério da Educação (MEC), com a finalidade de prestar serviços gratuitos de assistência médico-hospitalar, ambulatorial e de apoio diagnóstico e terapêutico à comunidade, assim como prestar às instituições públicas federais de ensino ou instituições congêneres serviços de apoio ao ensino, à pesquisa e à extensão, ao ensino-aprendizagem e à formação de pessoas no campo da saúde pública.

Trata-se da maior rede de hospitais públicos do Brasil. Suas atividades unem dois dos maiores desafios do país, educação e saúde.

Imagem: Reprodução

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação