The news is by your side.

Governo do Estado lança programa para zerar emissão de gases até 2030

O governador Mauro Mendes (DEM) assinou, nesta segunda-feira (25), a criação do programa “Carbono Neutro Mato Grosso”, que representa a adesão do estado à campanha Race to Zero (Corrida para o Zero), criada pelas Nações Unidas. Com isso, o estado se junta a Minas Gerais, São Paulo, Pernambuco e Pará.

O Race to Zero é uma campanha global para reunir lideranças com objetivo de alcançar emissões líquidas zero de gases do efeito estufa até 2050, o que deverá limitar o aumento da temperatura global a 1,5 grau. A meta do Governo, no entanto, estabelece a descarbonização total para 2035 (redução de 80% até 2030), por meio da intensificação de ações de descarbonização, da atração de investimentos para negócios sustentáveis e para a criação de empregos verdes.

“Quando chegou a nós os compromissos que deveríamos assumir para a neutralização das emissões de carbono no nosso estado e tomei conhecimento dessa meta para 2050, disse que, respeitosamente as que me trouxeram (a proposta) e aqueles que assumiram para 2050, que me parece muito distante para um problema tão importante. Não conheço a realidade internacional, mas conheço um pouco a brasileira e um dos nossos fortes não é planejar e executar à médio e longo prazo. Se queremos fazer, nós temos que começar, com responsabilidade”, disse Mauro, durante a apresentação do programa.

Além da criação do programa e da adesão à campanha, o decreto assinado nesta manhã cria um selo e um comitê gestor que irá acompanhar a implantação do Carbono Neutro Mato Grosso. Durante o lançamento, diversos setores produtivos já assinaram termo de adesão ao projeto.

De acordo com Mauro, Mato Grosso não vai começar agora a estruturar ações para a descarbonização. Garantiu que nos dozes eixos estabelecidos pelo programa já há medidas adotadas.

“Já existem inúmeras ações. Apresentamos uma estratégia de doze eixos, e na maioria destes já existem ações sendo trabalhadas. O que precisamos é trabalhar um pouco mais. Temos um diferencial gigante que é o setor produtivo muito comprometido. A grande maioria do setor produtivo tem essa visão e comprometimento com as causas ambientais”, declarou.

O governador ainda ressaltou que o estado sofre com repercussão negativa dos poucos casos de infrações e danos ambientais e que a recuperação da imagem de Mato Grosso é uma das metas de seu governo. Pontuou ainda que praticamente todos os produtores que cometeram desmatamento ilegal foram autuados. “O que lamentamos é que os maus exemplos ganham uma grande repercussão na mídia nacional e internacional. Essas imagens acabam formando um conceito negativo daquilo que somos. Talvez seja esse o nosso esforço: mostrar a verdade”.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação