The news is by your side.

Diretório do PT publica moção de repúdio contra Mauro Mendes

O Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso (PT-MT) publicou, nesta quarta-feira (3), uma moção de repúdio contra o governador Mauro Mendes (DEM) por ter feito ataques contra o partido.

Em discurso na presença do ministro da Educação, Milton Ribeiro, no dia
primeiro de outubro em Cuiabá, Mauro Mendes proferiu acusações falsas
contra a gestão do Partido dos Trabalhadores (PT) na Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT).

Segundo a nota, o chefe do Estado deu a entender que o PT geriu a Seduc-MT por 20 anos, o que é falso, pois o então secretário Ságuas Moraes (PT), quanto Professora Rosa Neide (PT), dirigiram a Secretaria entre maio de 2007 e dezembro de 2014. “O PT nunca foi governo em Mato Grosso, apenas fez a gestão da Secretaria de Estado de Educação”.

“O governador afirmou que a gestão petista transformou a Seduc-MT em
cabide de emprego. Essa acusação é falsa. Nos seis anos e sete meses de PT na Secretaria, 90% dos profissionais que trabalharam na sede, em
Cuiabá, eram servidores efetivos. Os demais ocuparam os cargos sem
nenhuma obrigação de filiação partidária”, destaca o documento.

Além disso, Mendes também disse que o PT não investiu em tecnologia e em climatização das escolas. O diretório desmentiu a acusação e afirmou que o governador faltou com a verdade.

“Durante os seis anos e sete meses, a gestão petista promoveu acesso à
internet banda larga a todas as 739 escolas estaduais de Mato Grosso,
laboratórios de informática no campo e nas cidades totalmente em
funcionamento. A gestão do PT efetuou a climatização de mais de 400 Escolas. Além disso, realizou obras necessárias à instalação dos aparelhos de ar condicionado em cerca de 600 unidades de ensino”, destacou.

Por fim, o diretório afirma que a gestão Mendes pratica a política do desmonte. “Por tudo isso e, diante de mais uma fake news contra o PT, repudiamos os ataques do empresário e governador Mauro Mendes e, seguiremos na luta em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade para todos e todas em Mato Grosso”, finalizou.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação