The news is by your side.

Após críticas, PT apaga nota de apoio ao ditador Daniel Ortega da Nicarágua

Após receber críticas de opositores e aliados, o Partido dos Trabalhadores (PT) apagou a nota de apoio ao ditador Daniel Ortega, eleito no último domingo (7) para o quinto mandato na Nicarágua, país que comanda desde 2007. A deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, alegou que o texto “não foi submetido à direção partidária”.

No comunicado lançado na segunda-feira (8), o partido saudava “a grande manifestação popular e democrática deste país irmão”. As eleições gerais da Nicarágua foram alvo de denúncias e críticas da comunidade internacional, que denunciou fraudes no processo eleitoral que teve sete candidatos opositores presos.

“Nota s/ eleições na Nicarágua ñ foi submetida à direção partidária. Posição PT em relação qq país é defesa da autodeterminação dos povos, contra interferência externa e respeito à democracia, por parte de governo e oposição. Nossa prioridade é debater o Brasil c/ o povo brasileiro”, afirmou Gleisi, em publicação em suas redes sociais.

Gazeta do Povo

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação