The news is by your side.

Desembargador do TRF concede liberdade a ex-secretário de Saúde

Da Redação

 

O desembargador Cândido Ribeiro do Tribunal Regional Federal da 1º Região (TRF-1) acatou o pedido da defesa do ex-secretário municipal de Saúde de Cuiabá, Célio Rodrigues da Silva, e revogou a prisão preventiva dele substituindo por medidas cautelares. Ele está preso no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) desde 28 de outubro, quando a Polícia Federal desencadeou a Operação Cupincha.

O advogado Ricardo Spinelli, que defendeu o ex-secretário, alegou que o cliente vinha sofrendo constrangimento ilegal por ato coator do Juízo Federal da 5ª Vara da Seção Judiciária do Mato Grosso, em razão da decretação de prisão preventiva.

Ele vai deixar a prisão, mas não se desvinculou do processo. Conforme o desembargador, ele esta proibido de manter qualquer contato com os demais investigados, deve comparecer mensalmente em juízo para informar e justificar suas atividades, proibido de ausentar-se da comarca por mais de 10 dias sem prévia autorização do juízo e deve entregar o passaporte.

Além de Célio Rodrigues, também estão presos na Operação Cupincha Paulo Roberto de Souza Jamur e Liandro Ventura da Silva. Os três estariam envolvidos na criação e estruturação da organização criminosa voltada para o desvio de recursos públicos na área da saúde do município de Cuiabá e a lavagem do dinheiro.

A Operação Cupincha foi um desenrolar da Operação Curare, deflagrada em 30 de julho. Com os documentos apreendidos, foi possível identificar que um grupo empresarial que prestava serviços à Secretaria de Saúde de Cuiabá se manteve no ‘poder’ mediante ao pagamento de vantagens indevidas.

Conforme apurou a PF, entre os anos de 2019 e 2021, o grupo recebeu mais de R$ 100 milhões.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação