The news is by your side.

Polícias Civil e Rodoviária Federal apreendem carga de defensivos agrícolas em Confresa

 

Mais uma carga de defensivos agrícolas foi apreendida pela Polícia Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e da Delegacia de Confresa, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, na tarde de sexta-feira (19), em Confresa. Um homem foi preso e uma arma de fogo apreendida.

O suspeito de 26 anos foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo, e crime ambiental de produzir, comercializar, usar substância tóxica ou nociva à saúde humana ou meio ambiente, em desacordo com a lei de maneira culposa.

Durante diligências investigativas para apurar suposto comércio, transporte e armazenamento ou depósito ou uso de produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, os policiais civis e rodoviários federais identificaram uma residência no bairro Jardim Planalto, onde havia grande quantidade desses produtos.

Diante das suspeitas o local após a ser monitorado, quando na tarde de sexta-feira (19), um casal foi abordado quando saíam do imóvel. Na abordagem foi perguntado se eles haviam recebido alguma mercadoria. Ambos prontamente confirmaram, bem como autorizaram a entrada das equipes na casa.

Eles contaram que tratava-se de produto fertilizante (Zinco), porém não sabiam informar a origem dos produtos. No local haviam duas caixas com dois sacos no interior, contendo 54 unidades em um dos sacos e 64 unidades em outro, oriundas de uma fazenda da cidade de Primavera do Leste, totalizando 118 pacotes de 250 gramas de produtos importados.

No endereço também foram localizados 15 galões da substância oriundos de uma propriedade rural do município de São José do Xingu, além de 3 caixas do mesmo produto que haviam acabado de ser recebidas. Porém depois de abertas, foram verificadas que haviam 4 galões de produto gold (fertilizante).

Em contato com o auditor e chefe de fiscalização de agrotóxicos do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), foi informado que não houve o registro dos 4 galões no MAPA, referente à empresa fabricante da embalagem.

Nas buscas foi apreendida uma arma de fogo, longa e modificada pois era originalmente uma carabina de pressão calibre 5.5, cuja câmara foi modificada para receber projéteis calibre .22.

O suspeito de 26 anos relatou que uma terceira pessoa fazia a aquisição dos produtos e ele era quem fazia o armazenamento e as intermediações comerciais, recebendo 5% do lucro das vendas.

Diante dos fatos, o casal foi conduzido até a Delegacia de Confresa para esclarecimentos. A mulher foi ouvida como testemunha, e o homem autuado em flagrante delito pelo delegado Matheus Soares Augusto. Já a carga apreendida será encaminhada para perícia técnica.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação