The news is by your side.

Prefeito avisa que vai acionar procuradores de Justiça que o afastaram do cargo

Da Redação

O procurador geral de Justiça, José Antônio Borges, e o procurador Domingos Sávio, coordenador do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) serão acionados judicialmente pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro por terem assinado e conduzido a investigação que o levou a ser afastado do cargo.

O entrevero entre o prefeito e o procurador Domingos Sávio se arrasta desde novembro do ano passado, na data do segundo turno das eleições municipais, quando em seu perfil do Instagram o procurador lançou enquete aos seguidores de quem votaria no “paletó” ou na “camiseta”.

Depois disso, o prefeito protocolou uma reclamação junto ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) solicitando que fosse aberto processo administrativo disciplinar (PAD) contra o procurador.

Com a Operação Capistrum, Emanuel Pinheiro avalia nova ação judicial. “Estamos estudando pelo absurdo, mas neste período estamos priorizando a nossa defesa prévia e ela quem vai desmontar todo esse absurdo que estou sendo vítima e daí, com certeza, restabelecendo os fatos, vamos tomar as providências necessárias para que eles respondam pelos excessos cometidos”, destacou.

O prefeito comentou ainda que sabe da seriedade da instituição do Ministério Público Estadual e reconhece os serviços prestados para a sociedade, mas que lamenta que esteja seja alvo de baixaria e ilações de membros do MP.

“O José Antônio Borges é um grande procurador geral de Justiça. Eu fiquei impressionado dele ter assinado aquelas peças, mas tudo bem, isso se discute no processo. Eu vou discutir no processo, eu vou discutir em outros âmbitos, onde eu achar que houve abuso e excesso”.

 

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação