The news is by your side.

Justiça garante estabilidade e manda Estado recontratar servidores demitidos da Empaer

 

 

Por unanimidade, o pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) decidiu que o governo do Estado deverá recontratar o grupo de servidores exonerados da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). Os  magistrados seguiram o mesmo entendimento do desembargador Marcos Machado, relator do pedido de Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI). A decisão é de quinta-feira (9).

Conforme noticiou, em junho deste ano, a Empaer iniciou um processo de demissão em massa com a exoneração de 61 pessoas para cumprir uma decisão judicial. Os trabalhadores ingressaram via processos seletivos há mais de 30 anos e tiveram suas contratações questionadas por meio da Justiça do Trabalho de Mato Grosso.

 

Em junho, a Assembleia Legislativa chegou a aprovar uma Emenda Constitucional com o propósito de reverter a demissão abrupta dos servidores e alterou o regime jurídico para fins de contratação de pessoal das empresas públicas de Mato Grosso, equiparando-as a empresas privadas. No entanto, o texto foi questionado pelo Ministério Público Estadual.

PGE vai analisar
Questionado sobre a decisão na noite desta quinta, o governador Mauro Mendes (DEM) disse que recebeu a notícia pela imprensa e que aguardaria o parecer da Procuradoria-Geral do Estado para comentar sobre o assunto.

“Eu não tive acesso a essa informação, estou sabendo agora através de vocês. Antes que eu fale a algo é a Procuradoria-Geral do Estado é quem tem que dizer, analisar a decisão pela qual ela foi proferida para saber se há descumprimento, implicações de cumprimento a lei ou de recurso”, respondeu aos jornalistas.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação