The news is by your side.

Novos acordos: Bezerra volta a condicionar apoio à reeleição de Mauro Mendes

 

Da Redação

Deputado federal Carlos Bezerra do (MDB), voltou a condicionar um eventual apoio à reeleição do governador Mauro Mendes (DEM) em novos compromissos com a legenda. Segundo o Deputado, não existe apoio automático do partido para 2022.

Questionado sobre a disputa ao Palácio Paiaguás, Bezerra afirmou que a sigla ainda iniciará as discussões apenas no ano que vem. A única definição do MDB é o apoio ao deputado federal Neri Geller (PP), que é pré-candidato ao Senado.

“Nós vamos discutir isso o ano que vem. A questão do Senado está definida já, nós vamos apoiar o Neri Geller. Agora a questão do governo do estado depende de um debate com o governador Mauro Mendes e de alguns compromissos públicos que nós queremos que seja amarrado, seja feito”, disse o parlamentar na quinta-feira (9).

Bezerra ainda citou como exemplo, a assinatura do contrato do Sistema Estruturado de Ensino, com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) que, segundo ele, o governo Mauro começa a buscar a melhoria da educação no Estado.

“Eu estou feliz com essa solenidade de hoje, que é um convênio da Secretaria de Educação com a Fundação Getúlio Vargas. Até que enfim estão pensando no conteúdo da educação de Mato Grosso. A educação nossa, eu tenho dito por aí no meu discurso, que não é reformar e pintar a escola e dar computador pra professor. O que precisa mexer no conteúdo da educação, que está ruim, é fraco, horrível. E esse convênio hoje aqui vai mexer nisso. Eu tô entusiasmado com isso, porque até que enfim acordaram, vão fazer uma coisa consequente na educação”, disse.

A declaração do presidente do MDB diverge da bancada estadual do partido na Assembleia, que já dá como certo o apoio a Mauro Mendes para 2022.

Já em relação ao projeto eleitoral do partido, Carlos Bezerra diz que a legenda está buscando ampliar o número de deputados estaduais de 3 para 6 na próxima legislatura e de duas cadeiras para 3 na Câmara Federal.

Chapa forte

“Nós estamos planejando pro ano que vem, eleger seis estaduais e três federais. Esse é o projeto do partido. E está bem encaminhado nesse sentido. Com uma chapa muito mais fraca nós fizemos dois federais e fizemos quatro estaduais [na última eleição]. Essa chapa nossa do ano que vem é muito melhor do que a outra, muito”, completou.

Bezerra ainda afirmou que o partido tem a expectativa de receber a filiação de dois deputados estaduais e um federal durante a janela partidária, que ocorre no mês de março próximo.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação