The news is by your side.

A AstraZeneca não deu apoio algum, diz mãe de Bruno Graf

 

O advogado Bruno Graf morreu em virtude de efeitos colaterais provocados pela vacina contra a covid-19 da AstraZeneca. É o que afirma sua mãe, Arlene Ferrari Graf, em entrevista concedida ao programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan, exibido nesta sexta-feira (7).

“Um exame constatou o nexo causal entre o óbito e a vacinação”, salientou a mãe de Bruno. “Quando isso ocorreu, fiz um alerta em todas minhas redes sociais. Como resposta, obtive inúmeros relatos de casos semelhantes em diversos lugares do Brasil.”

Perguntada se a AstraZeneca prestou esclarecimentos depois da morte de Bruno Graf, Arlene foi taxativa. “Não recebi apoio de nenhum fabricante de vacina, principalmente da AstraZeneca”, revelou.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação