The news is by your side.

Tempestade solar desativa 40 satélites da SpaceX recém-lançados

Reuters

Uma tempestade geomagnética desencadeada por uma grande explosão de radiação do sol desativou pelo menos 40 dos 49 satélites recém-lançados pela SpaceX como parte de sua rede de comunicações de internet Starlink, disse a empresa.

O anúncio, publicado no site da empresa na terça-feira (8), disse que os satélites foram atingidos na última sexta-feira (4), um dia depois de terem sido lançados para uma órbita preliminar de “baixa implantação” a cerca de 210 km acima da Terra.

O lançamento dos satélites, transportados por um foguete SpaceX Falcon 9 lançado do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, coincidiu aproximadamente com um alerta de tempestade geomagnética publicado na quarta-feira (2) e quinta-feira (3), pelo Centro de Previsão do Tempo Espacial dos EUA.

De acordo com a SpaceX, a velocidade e a gravidade da tempestade solar aqueceram a atmosfera da Terra, aumentando assim a densidade atmosférica na altitude de órbita baixa dos satélites, essencialmente criando atrito ou arrasto intenso que derrubou pelo menos 40 dos satélites.

Os operadores da Starlink tentaram comandar os satélites em uma configuração orbital de “modo de segurança”, permitindo que eles voassem de lado para minimizar o arrasto, mas esses esforços falharam para a maioria dos satélites, forçando-os a níveis mais baixos da atmosfera, onde queimaram com segurança em reentrada sobre a Terra, de acordo com a SpaceX.

“Isso é sem precedentes até onde eu sei”, disse o astrofísico da Universidade de Harvard, Jonathan McDowell, dizendo que era a primeira vez que ele estava ciente de falhas de satélite causadas por um aumento na densidade atmosférica de uma tempestade solar, e não por própria radiação eletromagnética mais elevada.

A SpaceX, empresa de foguetes de Los Angeles fundada pelo empresário bilionário Elon Musk, lançou centenas de pequenos satélites em órbita desde 2019 como parte do serviço Starlink de Musk para internet de banda larga. Em última análise, a empresa prevê uma constelação de aproximadamente 12.000 satélites no total.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação