The news is by your side.

Adolescente confessa que matou mulher após tentar estuprá-la

Da Redação

O menor de 16 anos apreendido em Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá) confessou em depoimento à Polícia Civil na sexta-feira (4) que matou um dia antes a dona de casa Irenilda de Moraes da Conceição, 35 anos, com golpes de canivete no pescoço e abdômen. O crime ocorreu em uma residência na comunidade Bela Vista na zona rural do município de União do Sul (168 km de Sinop).

O menor admitiu que tentou estuprar a mulher e decidiu matá-la após a vítima resistir e tentar se defender. “Esse adolescente tinha rompido um relacionamento e, frustrado com isso, foi até aquela casa, encontrou a mulher e, segundo suas próprias declarações, teria tentado manter relações sexuais com ela, tentando estuprá-la. Ela reagiu e tentou se defender. Ele pegou uma faca, deu um golpe, não conseguiu, pegou o canivete que tinha no bolso e desferiu outro golpe, tirando a vida dessa senhora. Ela acabou vindo a óbito”, revelou o delegado Sérgio Ribeiro.

O menor foi apreendido pouco após o crime. Conforme detalhado por um sargento da Polícia Militar, o esposo da vítima retornou à casa, momento em que encontrou a esposa no chão, sem vida. Após uma denúncia anônima, a PM fez buscas e encontrou o adolescente na própria residência. Conforme o delegado, o menor possui alguns problemas psicológicos que não foram tratados e tinha o hábito de se cortar quando sentia alguma frustração.

“Deveria ter sido internado antes, quando começou a se cortar. Foi um crime muito grave. Se fosse um país mais sério, com leis mais sérias, ficaria preso o resto da vida. Foi uma tentativa de estupro que resultou em homicídio. Então, por conta disso, deveria ser desconsiderada a menoridade e ele deveria ficar preso pelo resto da vida”, comentou Sérgio.

O auto de apreensão do adolescente já foi encaminhado para o Ministério Público do Estado (MPE). “Provavelmente vai ser internado, possivelmente por 45 dias, inicialmente. Em um primeiro instante, ficará cinco dias na delegacia, até achar vaga em alguma instituição”, concluiu o delegado.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação