The news is by your side.

Se PL fizer aliança com Mauro Mendes, Claudinei não dará apoio e atuará de forma independente

Da Redação

O senador Wellington Fagundes e o deputado estadual Delegado Claudinei realizaram a filiação de novos membros para compor o Partido Liberal (PL), nesta segunda-feira (21), em Rondonópolis. O parlamentar estadual expôs a satisfação em fazer parte do PL, em que se filiou no dia 3 de março. “Muito feliz de estar nesse projeto. Quando o presidente Bolsonaro se filiou, o senador Wellington me convidou para migrar para o partido. Então, só aguardei a abertura da janela partidária para concretizar a situação. Vamos juntos tornar um dos maiores partidos neste ano de 2022!”, declarou.

Com a cogitação da possível aliança com o atual governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (UB), Claudinei foi enfático ao dizer que atuará de forma independente, caso ocorra essa parceria na política junto ao Partido Liberal. “Ainda temos tempo e espero que consigamos um nome forte ao governo estadual. Se ocorrer a aliança e composição com Mauro Mendes que deixou muito a desejar, em muitos segmentos, principalmente nas áreas de infraestrutura, da saúde e segurança pública de Rondonópolis, já conversei com Wellington que atuarei na minha independência em não apoiar o atual gestor estadual. Vou ficar isento e não vou apoiar outro nome por questões partidárias”, esclareceu o parlamentar.

Ele explicou que Rondonópolis é considerada a terceira cidade e segunda maior economia de Mato Grosso, onde não recebeu a atenção devida por parte do chefe do Poder Executivo Estadual, nestes últimos três anos. “Realmente, foram muitas cobranças! A pavimentação do Anel Viário de Rondonópolis que, em menos de um ano, já está cheio de buracos, colocando a integridade física dos motoristas em risco. As péssimas condições da Rodovia do Peixe, os atrasos nas cirurgias ortopédicas no Hospital Regional e o descaso na instalação de um Ciopaer (Centro Integrado de Operações Aéreas) para dar agilidade no atendimento dos setores da saúde e segurança das regiões sul e sudeste de Mato Grosso”, citou Claudinei.

O deputado acrescenta que já deixou claro ao senador, o seu posicionamento e que, uma das lutas que realiza no mandato parlamentar na Assembleia Legislativa, é combater as omissões realizadas pela gestão estadual. “Acredito que ainda temos tempo em identificar um candidato com o perfil que Mato Grosso precisa e que dê conta de atender todos os setores prioritários. Vamos torcer para que tudo dê certo. Por enquanto é uma cogitação”, comentou.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação