The news is by your side.

Como a Rússia se tornou o maior país do mundo?

Da Redação

A história da humanidade não seria compreendida sem a necessidade urgente de descobrir novos territórios. Assim, a busca incessante de alcançar novas terras para expandir ou encontrar lugares para viver com segurança e prosperidade marcou a evolução humana.

Desde que os primeiros hominídeos começaram a se deslocar para subsistir, houve muitas descobertas que permitiram que diferentes civilizações avançassem em lugares remotos. O Império Romano, os otomanos ou a própria Espanha no século XV procuravam novas rotas onde pudessem expandir seus negócios ou simplesmente territórios atraentes que ampliassem suas fronteiras.

Por esta razão, muitos conseguiram expandir seus limites, alcançando autênticos impérios gigantescos. Hoje ainda existe um país que consegue ser referência graças ao seu tamanho colossal graças a uma longa história de buscas e novas descobertas em lugares remotos do planeta.

A Rússia é de longe o maior país do mundo. Dentro do planeta Terra e da atual divisão territorial das nações reconhecidas, Vladimir Putin governa a maior extensão política graças aos seus mais de 17 milhões de quilômetros quadrados, quase o dobro do segundo, o Canadá.

Expansão russa

Esta grande extensão tem sido o resultado de vários séculos de expansão e defesa desta vasta área de território. Durante o tempo de Ivan IV, o Terrível, entre 1533 e 1584, a Rússia conseguiu tomar o que hoje representa mais de 70% do seu território.

Embora a Rússia tenha começado a se formar como o resto das nações européias após o século XVI, Moscou conseguiu se tornar forte contra outros principados unificando a maioria deles. Assim, graças a essa união e às expedições além dos Urais, onde os exploradores conseguiram conquistar a Sibéria e o Extremo Oriente, o país tornou-se um ponto de referência.

Neste ponto, com a chegada do novo czar Mikhail Romanov em 1613, esta família que governaria até a revolução de 1917 expandiu o território para lugares como Sakhalin, as Ilhas Curilas ou Kamchatka.

Do site especializado no país Russia Beyond, destacam-se as duas características que ajudaram essa grande conquista. Em primeiro lugar, como acontece hoje, foi o despovoamento de grande parte do território, permitindo aos exploradores circular livremente e estabelecer acampamentos traçando as novas fronteiras.

Além disso, como segunda causa, define-se a pouca resistência que estes encontraram das tribos ao chegar aos locais. Muitas dessas civilizações “não viam problema em anexar à Rússia”, mesmo tentando estabelecer comércio para prosperar.

Embora a expansão para o leste não tenha sido difícil durante os séculos seguintes, a Rússia encontrou maior resistência no sul da Polônia, Turquia ou outras potências baseadas na área. Nesses lugares, o império russo teve que lutar, ao contrário dos outros territórios, expandindo-se para aproximadamente 21 milhões de quilômetros no século XIX.

Mas essa não foi a época de maior tamanho do país que hoje Putin governa. Durante a União Soviética o território cobria 22,4 milhões de quilômetros quadrados, algo que diminuiria após a queda do comunismo e o desaparecimento da URSS.

Por fim, deve-se notar que o portal especializado também destaca que a grande extensão da Rússia também a torna um território escassamente povoado. Embora seu tamanho seja 56 vezes a Itália, apenas 146 milhões de pessoas vivem em toda a Rússia.

Mesmo tendo, desde o início da sua expansão, dificuldade de governar todo o território, boa parte das fronteiras manteve-se intacta ao longo da história, tornando-se hoje o maior território do planeta.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação