The news is by your side.

Oportunismo eleitoral

Profissionais do Sintep resolveram fazer protesto no Centro Político na tarde esta sexta-feira (1º) cobrando pouco mais de 21% de recomposição salarial aos servidores. Contudo, o próprio Sintep tem ciência de que qualquer aumento aos servidores tem que ser sancionado pelo governador antes de 02 de abril, seis meses que antecedem a eleição.

Os sindicalistas sabiam que o Governo acenou para aumento para apenas as três categorias com os menores salários do Estado: polícia penal, socioeducativo e profissionais do Detran.

Depois dos projetos aprovados e sancionados foram às ruas, ameaçam greve já sabendo dos impedimentos eleitorais.

O ato tem muito mais teor político eleitoral, em um enfrentamento ao governador Mauro Mendes, que pode ter apoio de Bolsonaro à reeleição, do que em busca de melhoria salarial em si.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação