The news is by your side.

Mulheres esquartejadas eram casadas e teriam morrido por agredir filha de uma delas

 

Duas mulheres encontradas esquartejadas na região do Parque do Carmo, na zona leste de São Paulo, eram casadas e teriam sido mortas por agredir uma criança. Um suspeito de participar do assassinato delas prestou depoimento na segunda-feira (18) e foi liberado em seguida.

Lethicya Cristina Pinto Mariano e Raquel Mariano Lopes foram encontradas mortas, na quarta-feira (13), na rua Itália Giusti.

Segundo o delegado Fernando Cesar de Souza, do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), o suspeito citou como motivo do assassinato das mulheres os maus-tratos sofridos pela filha de 8 anos de Lethicya. Membros da comunidade se revoltaram e realizaram a ação.

De acordo com informações, a menina foi abandonada na estação Patriarca da linha 3-Vermelha do Metrô. Momentos antes, vizinhos avistaram a criança bastante machucada na companhia de Raquel.

Cerca de 24 horas depois do abandono da filha, as mulheres foram assassinadas. Ainda de acordo com a TV, a menina sofria maus-tratos havia pelo menos um mês. A criança foi internada com vários ferimentos.

As duas moravam juntas há um ano, mas Lethicya pretendia terminar o relacionamento, segundo uma amiga da vítima. Raquel era ciumenta. A amiga também disse não saber sobre o passado de Raquel. Ela era babá e namorada da mãe de Matheus, um garoto de 6 anos que desapareceu em 2020, também na zona leste, e nunca foi encontrado.

O caso

A Polícia Militar foi acionada devido a um duplo homicídio que teria ocorrido dentro de uma casa em uma comunidade. Os agentes se dirigiram à rua Itália Giusti. No local, conversaram com o porteiro que chamou a polícia.

Eles foram informados de que havia um corpo esquartejado no endereço. Os policiais encontraram uma perna ao lado do tronco, cortado na região do abdômen. Mais tarde, confirmaram que se tratava de dois corpos de mulheres.

Também foi encontrado um saco plástico preto entreaberto com uma serra dentro. Outro saco, de cor azul, a 5 m do primeiro, tinha manchas de sangue e outras partes dos corpos das vítimas.

Os sacos foram deixados no lugar onde ocorre a coleta de lixo. O caso foi registrado no 53º Distrito Policial, no Parque do Carmo. O DHPP foi acionado.

R7

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação