The news is by your side.

‘Pior que estradas da Ucrânia’, diz Zema sobre malha viária de Minas Gerais

Da Redação

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, disse que Minas Gerais tem uma parte da malha viária em condições piores às estradas bombardeadas da Ucrânia. A fala foi em coletiva de imprensa na manhã deste domingo durante evento no santuário de Santa Rita de Cássia, em Cássia, no Sul de Minas. “São 27 mil quilômetros de malha viária, desses, cerca de 10 mil estão em situação ruim. E metade desses 10 mil em situação péssima, quase que intransitáveis, talvez, piores do que as estradas da Ucrânia que sofreram bombardeio”, disse.

Segundo o governador, nos últimos dez anos as estradas “mal receberam operação tapa buraco. O máximo que tivemos em Minas nesse período foi remendar as nossas estradas”, diz. A explicação dada por ele para que as estradas que compõem a maior malha rodoviária do país estejam em condições tão críticas é a falta de recurso financeiro. “Fica evidente a gravidade da situação financeira de Minas. Só há 8 meses atrás, colocamos em dia o pagamento da folha de pagamento. Só em dezembro, depois de 6 anos, conseguimos pagar o 13° salário dos servidores em dia. E estamos fazendo um esforço para que a infraestrutura volte a ser adequada”, afirma.

Ainda de acordo com o governador, o recém-lançado programa Provias, que visa recuperar as estradas, é um primeiro passo para adequar as estradas mineiras a uma condição de melhor trafegabilidade. “Nossa prioridade é recuperarmos, inicialmente, com investimento de R$ 2,150 bilhões, esses trechos que estão intransitáveis. O Provias está tendo apenas a primeira onda, a primeira leva”, afirmou.

O recurso que vai permitir essas primeiras obras vem do acordo feito com a Vale após o rompimento da barragem de Brumadinho. “São 2.500 km que serão recapeados, não é mais tapa buraco”, disse o governador que aproveitou para prometer estradas em Minas Gerais tão boas quanto as de São Paulo. “Se o trabalho for bem conduzido, em 2 ou 3 anos, teremos uma malha viária em situação adequada. Se depender de mim, entre 5 e 6 anos, a malha será tão boa quanto a de São Paulo”, disse o governador, praticamente às vésperas das eleições em que ele concorre a reeleição.

 

Fonte: Jornal O Tempo

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação