The news is by your side.

Ministros do STF e STJ vão a evento pago por empresas com ações pendentes

Da Redação

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ), desembargadores e outros magistrados vão participar de um fórum em um resort em Algarve, em Portugal, tendo todas as despesas pagas por empresas que possuem litígios bilionários pendentes de julgamento, segundo informações do jornal O Estado de São Paulo.

Os patrocinadores do fórum Instituto Brasileiro de Administração Judicial (Ibajud) têm litígios de pouco mais de R$ 8 bilhões na área de falência e que ainda dependem de julgamento.

Entre os convidados, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) João Otávio Noronha, Marco Buzzi, Paulo de Tarso Sanseverino, Moura Ribeiro, Raul Araújo, Ricardo Cueva, Ribeiro Dantas e Gurgel de Faria. Há ainda desembargadores e juízes.

O hotel escolhido para hospedagem é categoria quatro estrelas com diárias de cerca de R$ 1 mil. Os ingressos para acompanhar palestras custam R$ 900. Lewandowski faz a palestra de abertura.

Ainda segundo a reportagem, os ministros Raul Araújo, Paulo de Tarso Sanseverino, Moura Ribeiro, Ricardo Cueva, Gurgel de Faria e Marco Buzzi vão julgar casos de parte dos patrocinadores, como os escritórios TWK, Galdino & Coelho, Leite, Tosto e Barros e o banco BTG.

O STJ informou, por meio de assessoria, que as participações de ministros da Corte não trarão “nenhum ônus”. Nenhum ministro do STJ quis se manifestar sobre conflito de interesses. Lewandowski também não se manifestou sobre o assunto.

Dos 14 patrocinadores, o BTG informou repasse de apoio financeiro de R$ 100 mil para o evento e que confirmou que contribui anualmente com R$ 54 mil à entidade. O banco é mantenedor do Ibajud desde 2021.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação