The news is by your side.

“Sem esse recurso do Estado, não conseguiríamos retomar a obra”, afirma prefeito de Barra do Garças

O prefeito de Barra do Garças, Adilson Gonçalves (PSD) afirmou que sem o repasse de R$ 11,6 milhões determinado pelo governador Mauro Mendes (UB), não seria possível a retomada das obras dos residenciais Carvalho I, II e III no município.

A declaração foi dada à imprensa nesta segunda-feira (01.08), durante passagem do governador pela região, junto com o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.

O repasse do valor foi feito à Caixa Econômica Federal, que é responsável pela obra, parada há mais de uma década. O empreendimento contará com 1400 casas populares.

“Se não fosse esse aporte, não teríamos condições de fazer a reforma. Aqui em Barra do Garças já criamos um grupo de trabalho para agilizar processos de alvarás, licenças, para retomar essa obra o mais rápido possível”, disse o prefeito.

De acordo com o governador Mauro Mendes, que inspecionou as obras, esse repasse vai ajudar centenas de famílias de Barra do Garças a saírem do aluguel.

“A obra começou há mais de 12 anos e está parada. Olha que absurdo. São mais de 1400 casas e eu tenho uma excelente notícia para quem vai usar essas casas aqui na cidade. Hoje o Governo do Estado depositou R$ 11,6 milhões para a Caixa Econômica, para ajudar na finalização desses conjuntos habitacionais. Com esse dinheiro, a Caixa poderá dar a ordem de serviço para a construtora finalizar essa obra de vez. Daqui a alguns meses vamos ter esse residencial entregue e 1400 famílias vão realizar o sonho da casa própria”, afirmou.

Mauro Mendes também foi até o Hospital e Pronto-Socorro do município vistoriar o andamento da reforma, que recebeu R$ 5,8 milhões do Estado.

Ao lado do ministro da Infraestrutura, o gestor ainda acompanhou a inspeção nas obras do Anel Viário e participou da reunião de trabalho sobre a implantação das ferrovias no estado.

No ano passado, o Estado viabilizou a autorização para a construção da 1ª Ferrovia Estadual e, no âmbito federal, estão sendo articuladas outras duas ferrovias: a Ferrogrão e a Fico.

“Mato Grosso está evoluindo na Infraestrutura. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro por essas obras que estão sendo feitas, o Rodoanel, o Anel Viário, a Fico. Nos próximos anos, esse canto do Brasil vai ser percebido ainda mais e vamos ser um dos maiores estados da federação. Essas ferrovias vão ter um impacto positivo muito grande no custo da produção, do transporte, para os produtores e para a população. Estamos no caminho certo”, finalizou o governador

Comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação